Justiça suspende contrato entre BYD e Metrô para fabricação de trens da Linha 17-Ouro

67
Estação Jardim Aeroporto da Linha 17-Ouro
Estação Jardim Aeroporto da Linha 17-Ouro (Foto: Divulgação/Metrô)

O Tribunal de Justiça de São Paulo suspendeu o contrato entre o Metrô de São Paulo e o Consórcio Byd Skyrail para a fabricação de 14 trens da Linha 17-Ouro do monotrilho. Além das composições, também seriam fornecidas portas de plataformas, sistemas de sinalização e outros equipamentos.

A linha vai ligar a estação Morumbi, da Linha 9-Esmeralda da CPTM, ao Aeroporto de Congonhas. A suspensão foi solicitada na Justiça pelo Consórcio Signalling, composto pelas empresas T-Trans, Bom Sinal e Molinari.

O Consórcio Signalling alega ter oferecido menor preço, mas não venceu a licitação. O Metrô informou à rádio Bandeirantes que “respeita a decisão judicial e garante que todos os atos foram tomados respeitando a lei”.

A Companhia informou que irá recorrer e “espera que o judiciário seja célere na decisão, independente do lado, entendendo a importância dessa obra em benefício dos cidadãos”.

Deixe seu comentário