Com flexibilização do comércio, capital paulista contará com mais ônibus em circulação

15
Ônibus Via Sudeste
Foto: Rodrigo Corrêa Graça

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira, dia 28 de maio de 2020, que com a flexibilização do comércio a partir de segunda-feira, dia 1° de junho, em razão da capital paulista ter sido classificada pelo governo estadual como Fase 2 (Fase laranja), a cidade contará com mais ônibus em circulação.

Lembrando que o retorno de qualquer setor produtivo, precisará ser autorizado pela Prefeitura de São Paulo, ou seja, nem todos os comércios serão retomados no dia 1º de junho.

Bruno Covas informou que haverá um aumento na frota de ônibus e determinou que as empresas de ônibus mantenham mais de 2 mil coletivos reservados, para que possam ser utilizados no retorno da flexibilização do comércio da capital paulista.

Hoje, a capital paulista possui em circulação nas linhas municipais, 65% da frota em dia útil. Dos quase 15 mil ônibus, são 8.394 veículos atualmente em circulação.

“Em relação ao transporte público municipal já determinei às empresas concessionárias que deixem reservados mais dois mil ônibus para poder aumentar a frota neste período, elas serão avisadas assim que o protocolos (com o setor privado) forem assinados, porque só com a assinatura do protocolo pode reabrir na cidade de São Paulo e, da mesma forma, assim que os protocolos forem assinados, nós vamos avisar à Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos para que também providencia em relação a trem, metrô e ônibus da EMTU”, explicou o prefeito.

Os setores de veículos e escritórios, deverão ser os primeiros a reabrir. As propostas dos primeiros setores privados que podem solicitar a flexibilização do comércio começam a ser recebidas a partir do dia 1º de junho.

Deixe seu comentário