Coronavírus: Grow anuncia suspensão temporária do serviço de patinetes elétricos em São Paulo

Operação de patinetes elétricos será interrompida para proteger funcionários, usuários e não-usuários do risco de contágio de coronavírus

12
Patinetes elétricos da Grin
Foto: Divulgação/Grin

A Grow, empresa líder em micromobilidade na América Latina, informa que suspenderá temporariamente o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos nas cidades onde opera no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba) a partir desta sexta-feira, dia 20 de março de 2020, em decorrência da pandemia de coronavírus.

A decisão foi tomada visando proteger funcionários, usuários e não-usuários do risco de contágio pela doença, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde brasileiros.

A empresa vinha acompanhando com responsabilidade e atenção o avanço do Covid-19 no País e no mundo e tomando uma série de medidas preventivas para o combate ao vírus, como a implementação de um rigoroso protocolo de desinfecção dos equipamentos, implementação de home-office para os funcionários do setor corporativo e a liberação dos colaboradores do time operacional que fazem parte do grupo de risco, como mulheres grávidas, idosos e pessoas com problemas respiratórios.

Além disso, desde terça-feira, dia 17 de março, havia liberado o desbloqueio grátis para que os usuários que não podiam deixar de sair às ruas tivessem mais facilidade no aluguel dos patinetes elétricos.

Os usuários serão informados sobre a decisão de paralisar as operações via aplicativo e também pelas redes sociais da Grin. A empresa ainda não tem data definida para a retomada do serviço e acompanhará o avanço da contaminação do Covid-19 e as diretrizes governamentais para definir como será a sua atuação em cada uma das cidades nos próximos dias.

Além do Brasil, a Grow também está suspendendo seus serviços na Colômbia e no Peru, e segue avaliando a situação nos demais países.

Deixe seu comentário