Obras da Empresa Metropolitana de Águas e Energia bloqueiam trecho da Ciclofaixa Rio Pinheiros

53
Ciclovia Rio Pinheiros Ciclofaixa Rio Pinheiros
Foto: Reprodução/Governo de São Paulo

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae) executará obras de restauração do talude na região da ponte Cidade Universitária. Por esse motivo, a Ciclofaixa Rio Pinheiros ficará interditada no trecho final entre as estações Cidade Universitária e Villa-Lobos-Jaguaré da Linha 9-Esmeralda da CPTM, a partir desta sexta-feira, dia 25 de outubro.

A previsão é concluir os serviços até o final de novembro. Durante esse período a ciclofaixa estará operando entre a Avenida Miguel Yunes e Cidade Universitária (confira mais detalhes desta pista provisória no final do post). A interrupção do tráfego de ciclistas é uma medida de segurança, já que no local serão utilizados máquinas e equipamentos pesados na execução dos serviços.

Os sete acessos da ciclofaixa permanecerão abertos. São eles:

  • Um acesso pela própria Avenida Miguel Yunes, 620;
  • Quatro acessos junto às estações Jurubatuba, Santo Amaro, Vila Olímpia e Cidade Universitária;
  • Sexto acesso pela ciclopassarela da Prefeitura de São Paulo nas proximidades do Parque do Povo;
  • Sétimo acesso pela escada da ponte Cidade Jardim.

O funcionamento da ciclofaixa é das 5h30 às 18h30, todos os dias, inclusive aos finais de semana e feriados.

Pista provisória

Em função das obras da Linha 17-Ouro de monotrilho realizada pelo Metrô de São Paulo, um trecho com cerca de 4,5 quilômetros da ciclofaixa Rio Pinheiros está interditado, entre as estações Vila Olímpia e Granja Julieta.

Para atender os ciclistas, o Metrô implantou uma via alternativa do outro lado da Marginal Pinheiros, com acesso pela ponte Cidade Jardim e transposição pela ponte João Dias.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here