Painel de Segurança Viária contribui para a implementação do Plano de Segurança Viária de São Paulo lançado em abril

Representantes de diversas secretarias e órgãos da Prefeitura se unem com organizações para discutirem mobilidade segura

21
Painel de Segurança Viária
Foto: Thiego Gomes
Publicidade

O “Painel de Segurança Viária” é uma iniciativa composta pela pesquisa anual de segurança viária e workshops de discussão aberta dos dados com organizações, sociedade civil e poder público.

No final de maio, o Instituto Cordial realizou o encontro que marcou o início do projeto que estuda os dados dos acidentes de trânsito dos últimos anos e vai, junto a organizações do campo da mobilidade e atores públicos, levantar hipóteses sobre os dados e contribuir para a implementação do Plano de Segurança Viária com o direcionamento de intervenções voltadas à mobilidade segura.

O projeto é realizado pelo Instituto Cordial em parceria com o WRI Brasil, Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito e Vital Strategies com patrocínio do Banco Itaú.

Painel Segurança Viária
Luís Fernando Villaça Meyer, Diretor de Operações do Instituto Cordial (Foto: Thiego Gomes)

Ao longo de julho e agosto acontecem os workshops da iniciativa, uma etapa colaborativa que tem como objetivo levantar hipóteses sobre correlações e causas dos acidentes de trânsito em São Paulo. Em cada workshop são previstas diversas mesas de debate de acordo com os conflitos entre modos de transporte envolvidos em acidentes e colisões.

Luís Fernando Villaça Meyer, Diretor de Operações do Instituto Cordial, falou sobre os objetivos do projeto: “O Painel de Segurança Viária busca criar espaços de discussão sobre os dados, envolvendo o poder público, organizações que lidam com mobilidade e sociedade civil, para desenvolver conhecimento aplicado e evidências que contribuam com ações e intervenções urbanas voltadas à mobilidade segura.”

Nos encontros do projeto, até agora, estiveram presentes representantes de organizações como o Instituto de Políticas de Transporte & Desenvolvimento, Rede Nossa São Paulo, Ciclocidade, Grow Mobility, iFood, Tembici, GreenPeace, Instituto Tellus, Sampapé, Cidade a Pé e Pé de Igualdade além de representantes da Companhia de Engenharia de Tráfego, Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, São Paulo Obras, São Paulo Urbanismo e SPTrans.

Instituto Cordial
Luís Fernando Villaça Meyer, Diretor de Operações do Instituto Cordial (Foto: Thiego Gomes)

Sobre o Painel de Segurança Viária

O Painel de Segurança Viária é um projeto que busca criar espaços de discussão no campo da mobilidade segura baseada em evidências, articulando atores e organizações para aprofundar o debate sobre as relações entre os acidentes e as características do sistema viário da cidade.

O projeto é realizado em ciclos anuais com base na pesquisa anual de segurança viária desenvolvida pelo Instituto Cordial. O objetivo é acompanhar padrões e tendências na forma como os acidentes se comportam na cidade e contribuir com o embasamento e direcionamento de ações e intervenções voltadas à mobilidade urbana.

A pesquisa de segurança viária de 2019, que integra o projeto do Painel de Segurança Viária, contará com a análise de todos os acidentes com vítimas fatais e não fatais com pedestres, ciclistas, carros, motos, ônibus e outros veículos de 2013 a 2018.

Serão correlacionados aos acidentes as características da cidade, como largura de calçadas, redução da velocidade limite, comprimento e largura via, radares de velocidade e presença de ciclovia.

A origem do Painel de Segurança Viária

O Painel de Segurança Viária é um desdobramento do estudo realizado em 2018 pelo Instituto Cordial em parceria com o WRI Brasil, no contexto da Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito, e que compôs o diagnóstico para o Plano de Segurança Viária de São Paulo, lançado no dia 17 de abril de 2019.

Foram analisados 2.350 quilômetros de vias (cerca de 15% do território da cidade) e 35% dos acidentes viários entre 2013 a 2017. O resultado foi a identificação de 200 pontos mais críticos que precisam ser priorizados no contexto da implementação do Plano de Segurança Viária, que orientará as ações da cidade na próxima década.

Parte do estudo está disponível na sessão 9 do Plano que fala sobre a “relação entre elementos de infraestrutura e acidentalidade: análises territoriais dos acidentes de trânsito”.

Diogo Dias Lemos, que é analista de segurança viária do WRI Brasil, explicou a importância do estudo em analisar pontos críticos da cidade: “Nenhuma fatalidade no trânsito é aceitável. As pessoas comentem erros e o sistema viário deve protegê-las. Para isso, é necessário intervir no sistema viário baseado em evidências e de um profundo entendimento do território.”

Já Hannah Machado, coordenadora de mobilidade e desenho urbano da Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito, apresentou o cenário global das fatalidades no trânsito no mundo e reforçou a necessidade de se atuar de forma estratégica nessa questão.

“É importante atuar baseado em evidências para definir os pontos prioritários de intervenções e direcionar de forma mais qualificada políticas públicas e diretrizes de desenho urbano”, explica Hannah Machado.

A Gerente de Segurança de Tráfego da Companhia de Engenharia de Tráfego, Heloísa Martins, comentou sobre a participação da Companhia de Engenharia de Tráfego no trabalho e sobre a utilidade dos resultados na elaboração e na implementação do Plano de Segurança Viária.

Heloísa Martins disse que o trabalho foi importante para uma nova interpretação do espaço. “O que é excelente no trabalho do Instituto Cordial é atualizar a forma de compreender e permitir uma dinâmica muito mais efetiva para a nossa ação, através da tradução espacial das informações que a gente tinha no banco de dados”.

Sobre o Instituto Cordial

O Instituto Cordial é uma articuladora de inteligência e ações territoriais, que visam fortalecer relações urbanas e comunidades. O instituto desenvolve conhecimento sobre relações da vida urbana em sociedade, aproximando organizações, governos e vizinhanças e realizando iniciativas de engajamento e impacto local.

A missão do Instituto Cordial é estreitar laços urbanos, incentivando que todos se enxerguem, se respeitem e consigam agir juntos com autonomia.

View this post on Instagram

Assim como fizemos em São Paulo, agora estamos em parceria com o WRI Brasil ajudando a Prefeitura de Fortaleza a compor o diagnóstico de apoio à elaboração do Plano de Segurança Viária da cidade. 🏃🛴🚲🏍️🚗🚌⠀ ⠀ Hoje foi dia do segundo seminário do estudo que estamos realizando em parceria com o WRI Brasil. O objetivo do trabalho é identificar e analisar relações entre acidentes de trânsito e características físicas da cidade, procurando apontar correlações e evidências que aprofundem a compreensão do território, do desenho e da infraestrutura das vias.⠀ ⠀ Esse estudo fará parte do diagnóstico de apoio à elaboração do Plano de Segurança Viária da Cidade de Fortaleza.⠀ ⠀ Foco total em uma mobilidade cada vez mais segura! ⠀ ⠀ Vamos juntos?⠀ ⠀ _________________⠀ #cidadesinteligentes #smartcities #smartcity #cidade #mobilidadeurbana #mobilidadeativa #segurancanotransito #segurançaviária #políticaspúblicas #urbanismo #mobilidadesegura #baseadoemevidencias

A post shared by Instituto Cordial (@institutocordial) on

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here