Metrô instala maior passarela da Linha 17-Ouro na Estação Chucri Zaidan

61
Passarela da estação Chucri Zaidan
Foto: Divulgação/Metrô de São Paulo
Publicidade

As obras de construção das estações da Linha 17-Ouro continuam em pleno andamento. Neste final de semana, sua maior passarela foi instalada na estação Chucri Zaidan, uma das maiores, com 57 metros de extensão e 270 toneladas, é a sexta de um total de dez que serão colocadas ao longo da linha.

O Metrô já realizou o lançamento de duas passarelas da estação Brooklin Paulista, duas passarelas da estação Vereador José Diniz e uma passarela da estação Campo Belo.

View this post on Instagram

As obras das estações da Linha 17-Ouro continuam em pleno andamento. Neste fim de semana, em uma megaoperação que começouu na noite do dia 25, sua maior passarela foi instalada na estação Chucri Zaidan. Com 57 metros de extensão e 270 toneladas, é a sexta de um total de dez que serão colocadas ao longo da linha. O Metrô já realizou o lançamento de outras passarelas desse monotrilho: duas na estação Brooklin Paulista, duas na estação Vereador José Diniz e uma na estação Campo Belo Descrição do vídeo #PraCegoVer: vemos a estrutura de metal da passarela em vários trechos do vídeo. Desde seu posicionamento nos guindastes, seu içamento até sia injstalação final.Nas legendas, estão as informaçoes descritas acima #metrosp #metrospoficial #transportepublico #Linha17 #megaconstrucoes

A post shared by Metrô de São Paulo (@metrospoficial) on

A Linha 17-Ouro teve grandes avanços nesse primeiro semestre. Em maio, foi publicado o edital para contratar a empresa que vai realizar as obras civis remanescentes.

A empresa que vencer o certame ficará responsável pela fabricação e lançamento das vigas que compõem a via do monotrilho, bem como a execução do acabamento das estações Congonhas, Brooklin Paulista, Jardim Aeroporto, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro, Chucri Zaidan e também do Pátio Água Espraiada.

No último dia 12 de julho, foi aberta a licitação internacional para a compra de 14 trens e implantação dos sistemas de sinalização, retomando todos os trabalhos de implantação da Linha 17-Ouro, em monotrilho.

Essa nova contratação vai substituir o Consórcio Monotrilho Integração, cujo acordo foi rescindido este ano pela atual gestão do Metrô, após constantes atrasos e redução no ritmo dos trabalhos pelo consórcio.

Os problemas também levaram a aplicação de multas no valor de R$ 88 milhões, além da suspensão das empresas integrantes do consórcio de novas licitações e contratos com a administração estadual de São Paulo pelo período de dois anos.

Os demais serviços para a implantação da Linha 17-Ouro ocorrem normalmente com a construção das oito estações do trecho prioritário e do pátio de manutenção Água Espraiada. Quando pronta, a linha terá 7,7 quilômetros ligando o aeroporto de Congonhas à estação Morumbi, da Linha 9-Esmeralda da CPTM.

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here