Linha 7-Rubi da CPTM passa a operar somente com trens novos

​Composições de 1987 que ainda circulavam entre Francisco Morato e Jundiaí foram retiradas de circulação

112
Fuvest Domingo Intervalos Sistema Metropolitano Novo trem Linha 7 Novos trens
Foto: Divulgação/CPTM

A Linha 7-Rubi funciona agora somente com trens novos. A partir desta semana, somente composições com ar-condicionado e salão contínuo de passageiros da série 9500 circulam entre as estações Luz e Jundiaí. Assim, saem de cena os trens da série 1700 que fizeram história na ferrovia do país.

Eles entraram em circulação em 1987 com a pompa de serem os trens mais velozes do Estado de São Paulo. Foram os primeiros a contar com oito vagões e chegaram trazendo um novo sistema de motor.

Em seus dias de glória na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), da Rede Ferroviária Federal, os passageiros se aglomeravam na plataforma para esperá-los, pois possuíam mais bancos e espaço interno maior em relação às demais composições da época.

Após cerca de 60 milhões de quilômetros rodados, o que equivale a 156 viagens da Terra à Lua, ainda circulavam até a semana passada no trecho entre as estações Francisco Morato e Jundiaí. A CPTM estuda o destino que será dado às composições.

As 12 unidades foram fabricadas pela Marfesa, a maior e mais importante indústria ferroviária nacional da época, que foi vendida para a iniciativa privada em 1995. A frota foi incorporada à CPTM em 1992, quando a empresa foi criada.

A CPTM herdou as linhas da Companhia Brasileira de Trens Urbanos, do governo federal, e da Fepasa, do governo estadual. A cor original dos 1700 era prata. Na reforma feita no ano 2000, foram pintados de azul e tiveram todos os sistemas revisados ou trocados.

Renovação da frota

A renovação de toda a frota da Linha 7-Rubi, que transporta quase meio milhão de passageiros por dia, foi possível após a entrega no dia 27 de junho da última composição dos 30 trens fabricados pelo Consórcio Hyundai-Rotem.

As composições integram o lote de 65 unidades compradas pelo Governo do Estado de São Paulo a fim de aprimorar o transporte ferroviário na Região Metropolitana de São Paulo. Já entraram em operação 64 composições, sendo 30 composições para a Linha 7-Rubi e 34 composições para a Linha 11-Coral. A última deve ser entregue até o fim do ano para a Linha 11-Coral.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Hoje concluímos a entrega dos novos trens para a Linha 7-Rubi, com a última composição da série 9500 🎉🚊

Uma publicação compartilhada por CPTM (@cptm_oficial) em

Além de ar-condicionado e salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), os novos trens possuem monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência. Há sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, espaço para cadeirantes, mapa com indicação luminosa das estações para deficientes auditivos e áudio para deficientes visuais.

As composições dispõem ainda de monitores digitais internos com informações sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

A CPTM está readequando a frota conforme a necessidade operacional, de forma a padronizar as linhas. Desde 2007, já entraram em operação 169 novos trens em todas as linhas da Companhia.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here