Trecho do Corredor Metropolitano Itapevi-São Paulo é entregue à população

Importante empreendimento do governo estadual voltado à mobilidade da região oeste de São Paulo registra avanço significativo a partir desta semana. Trecho seguinte, entre Jandira e Carapicuíba, retoma obras e ficará pronto em 2019. Já o terminal Vila Yara, em Osasco, tem reforma e ampliação iniciadas

0
216
Corredor Metropolitano
Investimento no projeto é de R$ 47,4 milhões; corredor tem cinco quilômetros e viário compartilhado (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

O governo estadual entregou à população nesta quinta-feira, dia 22 de março, o trecho prioritário do Corredor Metropolitano Itapevi-São Paulo (Vila Yara), com 5 km de extensão e viário compartilhado. O empreendimento traz um ganho de mobilidade urbana para os passageiros das linhas intermunicipais, além de criar nova alternativa para desafogar o trânsito da região oeste de São Paulo.

O investimento é de R$ 47,4 milhões. Foi anunciada a retomada das obras do Terminal Metropolitano de Carapicuíba e o início das obras de reforma e ampliação do Terminal Rodoviário de Vila Yara, em Osasco.

São sete paradas entre os terminais Itapevi e Jandira: Benedito de Abreu, Conjunto Habitacional Engenheiro Cardoso, Ameríndia (junto ao viaduto de mesmo nome já entregue), Antônio Fonseca, Rosa Maria, Mariana e Prestes Maia.

A construção de uma passarela e ampliação de outra no trecho eliminarão passagens de nível e proporcionarão mais conforto e segurança aos pedestres. Na linha férrea da CPTM próximo à Estação Itapevi da Linha 8-Diamante e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, será ampliada uma passarela em concreto armado com 27 metros de extensão e vão de 7,6 metros.

A previsão é de que o empreendimento seja entregue ao público em abril. Em maio, na altura da Estação Engenheiro Cardoso da Linha 8-Diamante da CPTM está prevista a entrega de outra passarela, também em concreto armado, com 20 metros de extensão e vão de 8 metros. Ambas as obras terão acesso por escadas e rampas.

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Ônibus

Duas linhas metropolitanas começarão a operar no trecho Itapevi-Jandira a partir do dia 2 de abril, com frota de seis veículos e oferta diária de 24 viagens:

  • 420DV1 Osasco (Vila Yara) – Cotia (Terminal Metropolitano Cotia)
  • 833TRO Itapevi (Centro) – Santana de Parnaíba (Polo Empresarial Tamboré via estações Engenheiro Cardoso e Sagrado Coração da Linha 8-Diamante da CPTM).

Trecho Jandira – Carapicuíba

O trecho do corredor metropolitano entre Jandira e Carapicuíba tem 8,8 quilômetros de extensão e grande parte do sistema viário finalizado, além de obras iniciadas no Terminal Carapicuíba (fundação e estruturas de concreto) e Estação de Transferência Barueri.

Entre as obras previstas no novo contrato estão a Estação Barueri, nove paradas e a cobertura do Terminal Carapicuíba. O investimento é de R$ 26,7 milhões, com previsão de conclusão de obras no segundo semestre de 2019.

Com uma área construída de 9.800 m², a estrutura principal do Terminal Carapicuíba será compartilhada com o terminal municipal administrado pela prefeitura local (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

Com uma área construída de 9.800 m², a estrutura principal do Terminal Carapicuíba será compartilhada com o terminal municipal administrado pela Prefeitura de Carapicuíba. Os dois terminais funcionarão em uma única estrutura, servindo aos passageiros que procuram o serviço de linhas municipais e metropolitanas.

O pavimento térreo comportará as plataformas de embarque e desembarque, prédio administrativo e serviços gerais, enquanto que o andar superior contará com área projetada para exploração comercial.

Terminal Vila Yara

A reforma e ampliação do Terminal Rodoviário Amador Aguiar, conhecido como Terminal Vila Yara, visam ampliar a extensão das cinco plataformas dos ônibus, além de renovar o centro comercial localizado no primeiro pavimento, atendendo às normas de acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida nos espaços, equipamentos e instalações. O terminal está localizado no trecho Osasco km 21 – Vila Yara.

No térreo ficarão as plataformas de embarque para passageiros, bilheterias, sanitários e edificações anexas ao conjunto: guaritas de controle de acesso de veículos, gerador de energia e local fechado para armazenamento de lixo.

No centro comercial existente no pavimento superior serão executadas obras de renovação com a troca da cobertura e dos pisos das áreas comuns, além da reforma dos sanitários públicos, mantendo as lanchonetes, lojas, quiosques, e área reservada para alimentação.

A reforma e ampliação do Terminal Rodoviário Amador Aguiar, conhecido como Vila Yara, têm o objetivo de ampliar a extensão das cinco plataformas dos ônibus (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

Esse pavimento também contará com uma nova praça com jardins onde haverá bicicletário, playground e equipamentos de ginástica ao ar livre. No local também funcionarão espaços de apoio, como sala de administração, sala para empresas, sala de reuniões, refeitório, vestiários e sanitários para funcionários.

O acesso ao pavimento superior se dará internamente por meio de escada fixa e um novo elevador somado ao já existente no local.

A reforma e ampliação do Terminal Vila Yara são importantes para o funcionamento operacional completo do Corredor Metropolitano Itapevi-São Paulo (Vila Yara), a fim de proporcionar a integração física das linhas dos sistemas municipais e metropolitano e facilitar a interligação dos municípios da região oeste da Grande São Paulo à capital paulista. O investimento é de R$ 24,8 milhões e o prazo de execução é de 14 meses.

São 17 linhas metropolitanas que operam atualmente no terminal, procedentes dos municípios de Carapicuíba, Pirapora de Bom Jesus, Santana de Parnaíba, Cotia, Barueri e Itapevi.

Demais trechos do corredor

O terceiro trecho do corredor, entre Carapicuíba e o Terminal Luiz Bortolosso (Osasco km 21), terá 2,2 km de extensão, duas estações de embarque, um terminal, um viaduto em Carapicuíba e alças de acesso. Já foram concluídos 65% do sistema viário. Uma nova licitação para conclusão das obras está em fase final. Em agosto do ano passado foi entregue o Terminal Luiz Bortolosso.

O quarto trecho, entre os terminais Luiz Bortolosso e Vila Yara, com 7,6 km de extensão, um terminal de integração na Vila Yara e dez estações de embarque, já teve os projetos básico e executivo concluídos e licença prévia ambiental emitida.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO