Centro de Treinamento Saber + da ViaQuatro

293
Linha 4-Amarela
Foto: Divulgação

O Centro de Treinamento Saber + nasceu em 2016 para organizar e disseminar entre os colaboradores da concessionária ViaQuatro o conhecimento adquirido nesses mais de 10 anos de operação e manutenção da Linha 4-Amarela do metrô de São Paulo. O objetivo ao perpetuar e aperfeiçoar essa expertise é manter os altos níveis de qualidade na prestação do serviço oferecido aos 700 mil passageiros por dia útil. O espaço é composto por salas de treinamento, laboratório para aulas de mecânica, elétrica e eletrônica, biblioteca e área de convivência, além de abrigar o primeiro simulador de trem desenvolvido no mundo para o sistema driverless (sem condutor).

Com apoio de uma equipe multidisciplinar que reúne capacitadores, instrutores e designers gráficos foi estruturada a grade curricular e produzido vasto material de apoio. Hoje, 70 cursos são oferecidos no local. Nesses 11 meses de funcionamento do Saber +, foram oferecidos 909 treinamentos aos colaboradores sobre vários aspectos dos processos relacionados à operação e à manutenção da Linha, dos trens e demais itens técnicos que compõem a atividade metroviária.

Além da capacitação técnica, o Saber + aplica cursos comportamentais, como Inteligência Emocional e Administração de Conflitos e Atendimento ao Cliente. Com programação dinâmica, todo o conteúdo é apresentado em formatos teórico, interativo e prático.

Treinamento – Simulador de operação manual

O principal diferencial para a capacitação prática dos colaboradores no Centro Saber + é o simulador de trens, primeiro do mundo desenvolvido para uma linha driverless (sem condutor). O equipamento integra o investimento permanente da concessionária em inovação e tecnologia para a melhoria constante da prestação de serviço com qualidade e atendimento de excelência aos passageiros do sistema metroviário.

O simulador inova ao reproduzir com fidelidade os comandos do trem e o ambiente da Linha 4-Amarela, o que permite aos colaboradores reproduzirem operações manuais em caso de eventuais anormalidades na operação. Como os modernos trens automatizados apresentam baixo índice de falhas, as situações de operação manual são raras, o que dificultava o aperfeiçoamento da prática. Com o simulador, o treinamento é constante, sem interferir na operação ou nos horários programados para manutenção.

Deixe seu comentário