Funcionários das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da CPTM anunciam greve nesta terça-feira (11)

Linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da CPTM não vão funcionar nesta terça-feira (11), as demais vão funcionar normalmente. Funcionários não aceitam o pagamento parcelado do (PPR) Programa de Participação de Resultados. Metrô irá funcionar normalmente.

27511
CPTM greve
Foto: Sindicato dos Ferroviários de São Paulo

Os trens das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) não vão funcionar nesta terça-feira (11) em razão de uma greve dos funcionários anunciada pelo Sindicato dos Ferroviários de São Paulo que representa estas duas linhas.

A Linha 7-Rubi atende o trecho entre as estações Luz e Jundiaí. A Linha 10-Turquesa compreende o trecho entre as estações Brás e Rio Grande da Serra. Os funcionários das duas linhas não aceitam o pagamento parcelado do Programa de Participação de Resultados (PPR) de 2016, já que a companhia havia prometido pagamento para 31 de março em parcela única, segundo eles. As outras linhas da CPTM (8-Diamante, 9-Esmeralda, 11-Coral e 12-Safira) vão funcionar normalmente.

Os trabalhadores das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa decidiram pela greve durante assembleia na noite desta segunda-feira (10), onde cerca de 300 pessoas participaram. Eles afirmam que durante uma reunião em setembro de 2016, a CPTM se comprometeu a pagar o Programa de Participação de Resultados em uma parcela única no dia 31 de março, entretanto, a empresa depositou uma parte do pagamento na data e disse que pagaria a segunda parcela somente em junho.

“Assinamos um acordo com a CPTM no ano passado em que aceitamos o pagamento do Programa de Participação de Resultados em parcela única. A empresa decidiu por conta própria parcelar em duas vezes sem nos consultar. O momento é grave, mas a CPTM não honrou o acordo fechado com o sindicato”, explicou Eluiz Alves de Matos, presidente do Sindicato dos Ferroviários de São Paulo.

Segundo ele, os trabalhadores decidiram na assembleia que a paralisação acontecerá por tempo indeterminado, até o pagamento integral do Programa de Participação de Resultados de 2016. “Mas amanhã, às 15 horas, nos reunimos de novo para avaliar o impacto da decisão e se manteremos ou não a paralisação”, continuou Eluiz Alves de Matos.

O desembargador Carlos Husek, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, determinou que os funcionários das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa mantenham pelo menos 75% da operação nos horários de pico (das 4h às 10h e das 16h às 21h). O descumprimento da liminar implicará o pagamento de multa diária de R$ 100 mil.

Desde o dia 31 de março, os trabalhadores entraram em estado de greve e na sexta-feira (7), a CPTM havia convocado os sindicatos para uma reunião propondo pagamento da segunda parcela em junho.

Os funcionários da CPTM são representados por diversos sindicatos. O Sindicato dos Ferroviários da Sorocabana, composta por funcionários das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, e o Sindicato dos Trabalhadores da Central do Brasil, que é composta por funcionários das linhas 11-Coral e 12-Safira, também realizaram assembleia nesta tarde, mas não aderiram à greve.

“Aceitamos a proposta da CPTM para que a segunda parte do pagamento seja realizada em junho, corrigida pelo Índice de Preços ao Consumidor”, informou Izac de Almeida, presidente do Sindicato dos Ferroviários da Sorocabana.

Um outro grupo de trabalhadores faz parte do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo, que já havia aceitado a proposta da CPTM e, assim, não fez assembleia nesta segunda.

Em nota oficial, a CPTM afirmou que “considera irresponsável” a decisão do sindicato de paralisar. Confira na íntegra:

“A CPTM considera irresponsável a decisão do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de S. Paulo, representante dos empregados das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa, de paralisar a prestação dos serviços, a partir da meia-noite do dia 11/04.

O pagamento da segunda parcela (50%) da PPR (Programa de Participação de Resultados) 2016 dos empregados será efetuado no dia 16/06/2017, com valor corrigido pelo índice Índice de Preços ao Consumidor acumulado nos meses de abril e maio deste ano, evitando qualquer prejuízo financeiro aos seus colaboradores.

Mesmo após esse esforço financeiro, na assembleia realizada na noite desta segunda-feira (10), o sindicato das linhas 7 e 10 decidiu pela greve.

A Companhia lamenta a decisão arbitrária e espera que os empregados das linhas 7 e 10 atuem com bom senso, considerando a responsabilidade de garantir a prestação de serviço aos quase 780 mil usuários que utilizam diariamente os trens a para chegar ao trabalho, a escola, ao médico, a rede hospitalar, entre outros inúmeros compromissos assumidos.

Em cautelar ajuizada pela CPTM, visando garantir a operação do sistema, o desembargador e vice-presidente Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região determinou no caso de deflagração da greve que os empregados mantenham pelo menos 75% da operação nos horários de pico (das 4h às 10h e das 16h às 21h). Esse percentual deve ser aplicado a todos os serviços de operação de trens, notadamente maquinistas, pessoal de estações, segurança, manutenção e operação, o que não garantirá a operação total da Companhia.

Em relação aos demais horários, o percentual mínimo foi de 60% desse contingente de empregados. Ainda, de acordo com a liminar, os trabalhadores não poderão liberar gratuitamente as catracas para os usuários. O descumprimento da liminar implicará o pagamento de multa diária de R$ 100 mil.

A direção da CPTM ressalta que buscou todas as formas e alternativas no sentido de chegar a um acordo com as entidades sindicais envolvidas e, assim sendo, espera que seus empregados adotem postura responsável em favor da continuidade dos serviços prestados à população”.

Metrô, EMTU e SPTrans

Não está prevista paralisação das linhas do Metrô nesta terça-feira (11/4), as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 4-Amarela, 5-Lilás e 15-Prata terão funcionamento normal.

Também não está prevista paralisação dos ônibus municipais da SPTrans e das linhas intermunicipais da EMTU, o funcionamento será normal.

Redes Sociais

Siga o Mobilidade Sampa nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/mobilidadesampa
Twitter: https://twitter.com/MobilidadeSampa
Instagram: https://www.instagram.com/mobilidadesampa

* Post atualizado em 10/04/2017 às 22h15

Deixe seu comentário