Otima leva ponto de ônibus do futuro à Campus Party Brasil 2017

122
ponto de ônibus
Foto: Divulgação/Otima

A Otima, empresa de mídia out-of-home com atuação nas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, está pela segunda vez presente na Campus Party.

Nesta 10ª edição do evento, a empresa chega ao evento com duas ações, a participação em um hackaton da Organização das Nações Unidas e a exposição de um ponto de ônibus do futuro versão 2.0.

A empresa é uma das parceiras que ajudará a desenvolver o Big Hackaton da Organização das Nações Unidas que será uma maratona tecnológica de 100 horas em busca do desenvolvimento sustentável.

A Otima participará de quatro objetivos dos 17 propostos pela Organização das Nações Unidas para a maratona: Cidades e Comunidades Sustentáveis, Indústria de Inovação e Estrutura, Água Potável e Saneamento e Energia Limpa e Acessível.

O propósito do desafio Otima Campus Party é estimular as equipes a encontrarem novas soluções tecnológicas voltadas à sustentabilidade. Os três melhores projetos serão premiados.

Na 9ª edição da Campus Party a empresa também já havia apresentado um ponto de ônibus do futuro com diversas tecnologias, como câmeras, touch-screens, painéis digitais, beacons e wi-fi. Na edição deste ano, serão dois modelos apresentados.

otima ponto de ônibus
Foto: Helton Simões Gomes

Dentro da arena dos campuseiros, um dos pontos de ônibus contará com um kit de Internet of Things (Internet das Coisas) com painel de energia solar; painel digital com tela LCD 75″ touch-screen, captação de água com sensor de chuva; lixo com sensores de nível; sensores de CO², presença, sensor de ruídos, raio UV, medição da temperatura, umidade e contagem de pessoas.

Todos os dados gerados serão compartilhados em tempo real com os participantes do Hackathon via API (Interface de Programação de Aplicação), visando a criação de soluções que possam contribuir para a construção de cidades mais inteligentes.

O abrigo localizado na área Open Campus, que é totalmente aberta ao público em geral, o ponto de ônibus terá funcionalidades como painel digital com tela de 49’”, recarga de bilhete único e tablet para uso do Leve-me, aplicativo que oferece informação de ônibus em tempo real e rotas de ônibus, metrô, trem, bicicleta e táxi, inclusive falamos desse aplicativo em junho de 2016.

As soluções propostas nos dois abrigos foram desenvolvidas em parceria com a Inviron, empresa de tecnologia especializada em serviços de distribuição de conteúdo multiplataforma.

“A participação da Otima na Campus Party é uma oportunidade para incentivarmos novas ideias, integrar tecnologias e interagir com um público antenado com o que existe de mais atual”, explica Anderson Rodrigues, gerente de Planejamento Estratégico.

“Somos uma plataforma de mídia com uma equipe entusiasmada pela busca de inovação e novas tecnologias. Trouxemos protótipos de abrigos que irão ajudar os participantes do Big Hackaton a estudar soluções que no futuro poderão tornar as cidades mais inteligentes, resinificando o mobiliário urbano para as cidades, melhorando a qualidade de vida das pessoas e facilitando a gestão pública.”

Os dados gerados pelo ponto de ônibus do futuro serão usados pelos campuseiros participantes da Hackaton da Organização das Nações Unidas, para os programadores criarem novas tecnologias pra promover o desenvolvimento sustentável.

otima
Foto: Divulgação/Otima

O contador de pessoas usa o celular para averiguar quantas pessoas passaram a pelo menos 30 metros do ponto de ônibus, registra a distância que as pessoas estavam e se elas permaneceram no local.

A intensidade do sinal indica a distância entre o ponto e o celular. Essas informações poderiam ser usadas pelas prefeituras para avaliar a necessidade de ampliar ou reduzir pontos de ônibus em um determinado bairro.

Aqui em São Paulo, a Otima realiza a conservação dos pontos de ônibus em troca da veiculação de anúncios neles. Todos esses dados coletados nos pontos de ônibus do futuro podem ser usados pelas prefeituras para criar novas políticas ou adequar as políticas existentes.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here