Vendedor ambulante morre após ser espancado na Estação Pedro II do Metrô

Vítima ainda tentou fugir dos agressores, mas foi atingida por vários golpes

217

O ambulante Luiz Carlos Ruas, de 54 anos, morreu na noite deste domingo (25), após ser espancado por dois homens na Estação Pedro II da Linha 3-Vermelha do Metrô, na região central. O crime ocorreu por volta das 20h e foi registrado como homicídio qualificado.

De acordo com a Delegacia de Polícia do Metropolitano, o homem vendia doces e refrigerantes, quando a dupla se aproximou. Eles agrediam duas travestis. O vendedor tentou ajudar as vítimas, mas acabou sendo agredido com garrafadas, socos e pontapés.

Foto: Secretaria de Segurança Pública

Luiz Carlos Ruas ainda tentou correr em direção à bilheteria da estação, mas foi perseguido pelos agressores, que continuaram a atingi-lo com vários golpes. Os agressores fugiram após o crime. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital do Servidor Público Municipal, na Aclimação, mas não resistiu. Segundo informações do boletim de ocorrência, no guia de encaminhamento de cadáver, consta que ele sofreu traumatismo crânio-encefálico grave. Luiz Carlos Ruas trabalhava como vendedor ambulante havia vários anos na estação.

O Metrô de São Paulo informa que a agressão ocorreu na área livre do mezanino da estação e que está contribuindo com a polícia para esclarecer o crime.

A Polícia Civil analisa as imagens das câmeras de segurança para tentar identificar os dois autores do crime. A Secretaria da Segurança Pública não descarta que os dois homens sejam integrantes de grupos de intolerância.

Deixe seu comentário