Paralisação das viações EAOSA e Ribeirão Pires afeta 20 mil passageiros no ABC

Duas empresas de ônibus continuam em greve, no ABC paulista, nesta quinta-feira (17). Três outras empresas retomaram a operação das linhas na tarde de quarta-feira (16).

As viações EAOSA e a Ribeirão Pires permanecem paralisadas. Os motoristas protestam contra a falta de pagamento do último salário. As empresas operam 14 linhas com uma frota de cerca de 100 ônibus.

Por volta das 17h de quarta-feira (16), os funcionários das viações Riacho Grande, Imigrantes e Triângulo, que também estavam em greve, voltaram ao trabalho depois que os salários reivindicados foram depositados.

Como alternativa, os usuários podem utilizar as linhas municipais, trens da linha 10-Turquesa da CPTM e linhas metropolitanas da empresa Rigras, que cruzam o município de Ribeirão Pires. São elas: 041, 117, 165, 165EX1, 165BI1, 215, 336, 215BI1, 374, 381, 381BI1 e 402.

A paralisação começou na sexta-feira (11) e a EMTU informa que autuará as empresas paralisadas por cada partida não realizada.

* Atualizado em 17/11 às 10h22

Deixe um comentário