João Doria: Velocidade das marginais, radares e sistema de ônibus

129
Foto: Reprodução/Globo Play

No início da tarde desta segunda-feira (02), em entrevista concedida ao telejornal SPTV da TV Globo, o prefeito eleito João Doria, disse que irá manter o valor da tarifa da passagem de ônibus e aumentar a velocidade das marginais Tietê e Pinheiros em sua primeira semana de governo.

VELOCIDADE DAS MARGINAIS

“Na semana seguinte muda (velocidade das marginais). Só não muda no dia seguinte porque nós precisamos mudar a sinalização conforme determina o Código Nacional de Trânsito. As velocidades nas marginais vão para 90, 70 e 60 km/h. O restante da cidade vamos manter e rever, ponto a ponto, necessidade de revisão”, afirmou o prefeito eleito. A mudança da velocidade das marginais foi um dos assuntos mais polêmicos e que gerou maior número de críticas ao prefeito Fernando Haddad.

Questionado se não teme que isso possa ocasionar um número maior de mortes em São Paulo, João Doria negou. “Isso é uma falácia. Com sinalização, fiscalização, com campanhas educativas não haverá aumentos, haverá decréscimo de acidentes”, declarou.

RADARES E GUARDA CIVIL METROPOLITANA

João Doria também disse que manterá todos os radares instalados na cidade, mas que retirará da Guarda Civil Metropolitana a tarefa de multar motoristas.

“Nós não vamos tirar os radares, vamos tirar a Guarda Civil Metropolitana com as pistolinhas que estão na ruas diuturnamente, 14 horas por dia multando a população, em cima de viadutos, de colunas, atrás de árvores, fazendo ‘pegadinha’, quando a Guarda Civil Metropolitana devia estar nas ruas protegendo a população”, afirmou.

O prefeito também informou que manterá as 970 câmeras que fazem vigilância na cidade. “Elas (as câmeras) vão ser utilizadas – nós não vamos deixar de vigiar a cidade, e obviamente de acompanhar a velocidade da cidade. Mas é importante o seguinte: essas câmeras estão conectadas ao Copom (Centro de Operações) da Polícia Militar, que através do sistema detecta, vai colocar essas 970 câmeras para vigiar a cidade, e proteger a população”, explicou.

SEM REAJUSTE NA TARIFA DE ÔNIBUS

João Doria também garantiu que não irá reajustar o valor das tarifas das passagens de ônibus e irá manter o preço atual de R$ 3,80.

“Não vamos mexer na tarifa, não há a menor possibilidade de mexer na tarifa. Nós temos que aumentar a eficiência, não é aumentar a tarifa e nem criar impostos, não vamos fazer isso”, disse.

Na tentativa de solucionar o problema do transporte na capital paulista, João Doria disse que são necessários recursos das três esferas do governo. “Temos que ter ação integrada do governo do estado, prefeitura e também governo federal. Esse problema é difícil de solucionar, porque os investimentos são muito elevados e você tem que investir em infraestrutura”, disse.

Ele também prometeu fortalecer corredores, ônibus articulados e biarticulados, que comportam maior número de passageiros.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here