Trafegar acima da velocidade é a infração mais comum no ABC

103
Radares
Foto: Divulgação

A infração mais cometida nas ruas e rodovias da região do ABC no 1º semestre de 2016 foi a de transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%. O número chega a 238 mil considerando informações das cidades de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires.

A cidade de São Bernardo foi a que mais multou por excesso de velocidade, cerca de 105,2 mil motoristas no 1º semestre de 2016. Mauá vem logo após, com cerca de 57 mil multas. Já Santo André registrou 41,3 mil, São Caetano 24,7 mil e Ribeirão Pires 9,6 mil. O valor que o motorista multado tem que pagar é de R$ 85,13 definido por lei federal.

A segunda infração que mais gerou multas no ABC foi a de avançar no sinal vermelho, que custa cerca de R$ 190,00 ao bolso dos motoristas, seguida da infração de transitar na faixa ou pista não destinada ao seu veículo, custando R$ 53,21.

Em comparação ao mesmo período do ano passado, a cidade de Santo André registrou queda significativa no número de motoristas autuados por trafegar em velocidade superior à máxima permitida até 20%. Em 2015, cerca de 132,3 mil multas foram aplicadas por causa do limite de velocidade, ou seja, o número de autuações caiu mais da metade.

As Prefeituras de Diadema e Rio Grande da Serra não se manifestaram sobre o assunto até o fechamento da matéria.

RODOVIAS

O caso é diferente quando se trata das rodovias da Região. Conforme informações da Polícia Militar Rodoviária, a infração que mais gerou multas na rodovia Anchieta foi deixar o veículo fora da faixa destinada, cerca de 5,6 mil autuações. A infração é considerada de gravidade média e o motorista autuado tem que pagar R$ 85,13.

Já na rodovia dos Imigrantes, a infração mais autuada foi a de conduzir o veículo em mal estado de conservação, classificada como grave e que tem como penalidade multa no valor de R$127,69. Cerca de 1,8 mil motoristas foram autuados nessa infração no 1º semestre de 2016.

Fonte: ABCD Maior

Deixe seu comentário