Revitalização do corredor M’Boi Mirim beneficia 552 mil passageiros por dia

Via ganhou novo piso mais durável, acessibilidade e pontos de ultrapassagem. Corredor recebe 72 linhas de ônibus que ligam bairros do extremo sul a Santo Amaro e à região central

87
Foto: Luiz Guadagnoli/SECOM

Mais de 500 mil passageiros que passam diariamente pela Estrada do M’Boi Mirim, na zona sul, já estão circulando pela nova infraestrutura do corredor de ônibus da via, que recebeu R$ 99 milhões em investimentos. A obra instalou um piso mais durável, garantiu a acessibilidade e criou pontos de ultrapassagem. O corredor recebe 72 linhas de ônibus que ligam bairros do extremo sul a Santo Amaro e à região central.

Com a entrega da revitalização, os coletivos passam a circular à esquerda, em oito quilômetros de faixa segregada, entre o Terminal Jardim Ângela e a estação de transferência Vitor Manzini. As quinze paradas estão todas localizadas nos canteiros centrais e receberam novos abrigos e nova iluminação. Possuem acessibilidade, com rampas de acesso, piso tátil e área reservada para cadeirantes. Uma novidade é que os pontos foram instalados em plataformas com 28 centímetros de altura, ficando assim no mesmo patamar dos atuais ônibus de piso baixo, o que oferece mais conforto no embarque e desembarque.

A revitalização foi realizada para garantir a fluidez do transporte coletivo e a segurança dos passageiros. O corredor está integrado aos terminais de ônibus Jardim Ângela e Guarapiranga e à estação Socorro da linha 9-Esmeralda da CPTM.

O trajeto passa pela alameda Santo Amaro, avenida Washington Luis (praça Dom Francisco de Sousa), rua José Barros Magaldi, praça Dom Francisco de Sousa, Largo do Socorro, avenida Guarapiranga e Estrada do M’Boi Mirim. Na faixa destinada aos ônibus, foi instalado um novo piso de concreto, que tem menor custo de manutenção e é indicado para resistir ao tráfego intenso, ao peso e ao vazamento de fluidos dos veículos. Nas demais faixas, as vias receberam novo asfalto.

Crédito: Luiz Guadagnoli/SECOM
Crédito: Luiz Guadagnoli/SECOM

Tanto a avenida Guarapiranga quanto a Guido Caloi foram alargadas e o Largo do Socorro ganhou um novo sistema de drenagem, para evitar inundações. Foi construída uma nova alça de retorno no Terminal Guido Caloi. A praça Dom Francisco também foi remodelada, com melhorias no paisagismo, nas guias e calçadas e com a instalação de um bicicletário.

Ao longo do corredor, a revitalização também incluiu melhorias nas calçadas, guias e sarjetas das vias, para atender às normas de acessibilidade. Trechos dos canteiros centrais ganharam jardim, com grama, árvores e floreiras. Toda sinalização viária foi refeita, com novas placas, semáforos e faixas de pedestre. As vias ganharam ainda novos relógios digitais de rua.

As obras levaram dois anos e meio e foram financiadas com recursos do governo federal, do (PAC) Programa de Aceleração do Crescimento – Mobilidade.

Crédito: Luiz Guadagnoli/SECOM

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here