Motoristas de ônibus vivenciam rotina de ciclistas no trânsito de Mogi das Cruzes

Os motoristas de uma empresa de ônibus de Mogi das Cruzes vivenciaram os desafios encontrados pelos ciclistas no trânsito na manhã desta quarta-feira (25). Por alguns momentos, um grupo assumiu a condição de ciclista. Na experiência em uma empresa de transporte coletivo da cidade, um ônibus passava muito próximo de quem pedalava.
Entre os novos ciclistas, a principal reação foi de medo.

A iniciativa integra uma campanha de prevenção aos acidentes de trânsito da Prefeitura de Mogi das Cruzes. As duas empresas que operam o transporte público da cidade vão receber palestras e a experiência prática. Durante o teste, o ciclista pedala uma bicicleta que fica estática sobre um apoio, enquanto o ônibus se aproxima.

Até mesmo quem não é motorista, mas trabalha na empresa, pode participar do projeto para conscientização.

“O principal motivo é a preservação da vida, seja a do ciclista, a do pedestre ou a do motorista. Com o respeito entre todos que fazem parte do trânsito, isso traz mais qualidade para que as pessoas possam vir com segurança”, avalia André Rocha Kuramoto, do projeto ciclosensorial.

Os motoristas também acompanharam palestras para tirar as suas dúvidas sobre a legislação de trânsito e prevenção de acidentes. A palestrante Ana Maria Prado Nogueirol, do Núcleo de Educação para o Trânsito da Secretaria de Transportes, disse que é preciso respeito aos ciclistas uma vez que estão sendo criados na cidade espaços para a locomoção de bicicletas e, consequentemente, aumentará o número de adeptos ao meio de transporte menos poluente que os carros. “No futuro nós pensamos em cidades mais ocupadas por ciclistas e pedestres. Os carros terão acesso, mas de maneira organizada. Atualmente nós pensamos em uma cidade inclusiva para todos.”

Está previsto no Código de Trânsito Brasileiro que que deixar de guardar uma distância segura é infração grave, com aplicação de multa. O Código de Trânsito Brasileiro ainda determina que todo motorista que vá fazer alguma conversão no trânsito deve sinalizar com antecedência e reduzir a velocidade para a passagem de ciclistas e pedestres.

Fonte: G1

Deixe um comentário