Metade das estações da CPTM não é acessível

105
Foto: Reprodução
Publicidade

O cotidiano de quem usa transporte público em São Paulo não é fácil. Para quem tem alguma tem alguma deficiência, é mais complicado ainda. Das 92 estações de trens da CPTM, apenas 46 possuem rampas ou elevadores para pessoas com mobilidade reduzida. Cinco estão em obras de adequamento e o restante só tem escadas.

Dezoito estações aguardam a liberação de recursos do governo federal. O custo total das obras é de 2 bilhões e 300 milhões de reais. A CPTM informou que está buscando recursos para tornar acessíveis todas as estações da companhia e que os funcionários das estações estão habilitados para auxiliar pessoas com deficiência sempre que necessário ou quando solicitado pelo usuário.

Confira a matéria na íntegra do Jornal da Gazeta:

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here