Corredor Dom Pedro tem queda de 17,1% no número de acidentes, durante o feriado de Tiradentes

A Rota das Bandeiras registrou a queda de 17,1% no número de acidentes no Corredor Dom Pedro de rodovias, durante o feriado de Tiradentes, no comparativo entre 2015 e 2016. Neste ano, foram verificadas 29 ocorrências, enquanto em 2015 foram 35.

A quantidade de feridos também teve redução, passando de 20, em 2015, para 12, em 2016. Neste quesito, a queda chega a 40%. O número de mortes permaneceu estável, sendo registrada uma em cada ano.

Nos cinco dias de operação especial, entre 20 e 24 de abril, 744.798 veículos passaram pelas cinco rodovias que formam o Corredor Dom Pedro. A movimentação ficou 3% acima do que era previsto pela Concessionária e 4,1% superior à registrada no ano passado, quando 715.251 veículos utilizaram o sistema.

Principal meio de ligação entre a Região Metropolitana de Campinas e as praias do Litoral Norte de São Paulo, a Rodovia Dom Pedro I (SP-065) foi a que recebeu o maior tráfego, com a passagem de 507.701 veículos.

Também na região de Campinas, a Professor Zeferino Vaz (SP-332) teve a passagem de 116.100 veículos. Na região de Jundiaí e Itatiba, a Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360) recebeu a passagem de 97.793 veículos, enquanto 23.204 passaram pela Romildo Prado (SP-063).

Para garantir a agilidade em caso de socorros médicos e mecânicos, a Rota das Bandeiras posicionou guinchos e ambulâncias em pontos estratégicos do Corredor. Toda movimentação foi acompanhada pelas 79 câmeras do Centro de Controle Operacional (CCO) da Concessionária.

Deixe um comentário