Problema em rede elétrica provoca lentidão em linhas do Metrô e da CPTM

Uma série de oscilações na rede elétrica externa às estações do Metrô de São Paulo, nesta terça-feira (8), provocavam velocidade reduzida na circulação de trens e maior tempo de parada em estações das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha. Com trens mais lentos, os passageiros se acumularam nas estações. Na estação Sé, as escadas rolantes chegaram a ser desligadas para diminuir o fluxo de passageiros.

As operações da Linha 2-Verde foram normalizadas por volta das 18h10. Às 18h15, a circulação padrão foi reestabelecida na Linha 3-Vermelha. O mesmo aconteceu com os trens da Linha 1-Azul, às 18h25.

O Metrô informou que a medida foi adotada como parte de um procedimento de segurança depois que oscilações de energia impediram, às 17h13, a circulação de trens das linhas 3-Vermelha e 2-Verde, e às 17h30, o funcionamento do setor norte da Linha 1-Azul.

Na primeira linha, a circulação entre as estações Itaquera e Penha ficou impedida por cerca de sete minutos, até as 17h20. Já na segunda, a energia levou dois minutos para ser reestabelecida, por volta das 17h15. O maior intervalo sem energia ocorreu na Linha 1-Azul, das 17h30 às 17h51.

Estação Consolação da Linha 2-Verde. Foto: Milena
Entrada da estação Anhangabaú da Linha 3-Vermelha. Foto: Nos Trilhos de SP

As cinco linhas do Metrô transportam 4,7 milhões de passageiros por dia.

A AES Eletropaulo informou que houve uma oscilação no Sistema Interligado Nacional, “o que acarretou na interrupção do fornecimento de energia elétrica por até 2 minutos de 14 subestações”. Isso afetou bairros da zonas norte, sul, leste oeste da capital paulista, além de municípios do ABC, Osasco, Santana do Parnaíba e Arujá e “as estações Tamanduateí, Tatuapé, Guilhermina-Esperança do Metrô e São Caetano da CPTM”. Ainda de acordo com a concessionária, “o sistema foi normalizado às 17h15 e as causas deste evento estão sendo apuradas.”

Pouco depois, às 17h32, “houve o desligamento de uma linha de transmissão da AES Eletropaulo, o que acarretou a interrupção do fornecimento de energia elétrica por 2 minutos para 1 subestação” que alimenta “parte da região central de São Paulo (Pari e Bom Retiro)”.

Problemas na CPTM

Por volta das 17h10, falhas pontuais nas linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira da Companhia Paulista de Trens Metropolitano (CPTM) provocaram lentidão e intervalos maiores nos trens que circulavam entre as estações. As operações foram normalizadas às 17h56 em todas as linhas, exceto a extensão da Linha 7-Rubi que estava com uma falha em um equipamento de via, o que gerou intervalos maiores entre as estações Francisco Morato e Jundiaí.

A CPTM realizou manobras internas nas suas subestações em Tietê e Pari restabelecendo o fluxo de transporte. Por volta das 20h, apenas a estação Pari continuava desligada.

Plataformas das linhas 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira lotadas na estação Brás da CPTM. Foto: Gi Santana
Plataforma das linhas 10-Turquesa e 11-Coral na estação Brás. Foto: Gi Santana
Estação Brás. Foto: Gerson Rocha

Linha 4-Amarela

Entre 18h e 18h15 os trens da Linha 4-Amarela circularam com intervalos maiores, por causa de problemas técnicos na estação República. A falha foi comunicada no sistema de som dos trens e estações.

Deixe um comentário