Chuva deixa parte de São Paulo em estado de atenção

159
Céu fechado, chuva e raios na região central de São Paulo, na tarde desta quarta (9) (Foto: Rodrigo Dionisio/Folhapress)

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) de São Paulo colocou, nesta quarta-feira (9), parte da capital em estado de atenção para alagamentos. A medida teve início às 16h52, na Zona Sul e na Marginal Pinheiros, e foi estendida para a Vila Prudente e demais áreas da Zona Sudeste, às 17h28. Para a Zona Oeste, às 18h03, e encerrado para toda a cidade ás 18h56.

Na Zona Sul, o mau tempo provocou o transbordamento do Córrego Ipiranga às 17h55, e colocou em estado de alerta a região do Ipiranga. A medida foi encerrada às 18h42.

Segundo o CGE, a medida acontece em função da chuva que atingia São Paulo nesta tarde, formada pelo calor forte e a entrada da brisa do mar na capital.

Às 17h, chovia moderadamente na Zona Leste, nos bairros de Cidade Líder, Parque do Carmo, São Mateus e Sapopemba, e na Zona Sul, nos bairros de Jardim São Luis, Capela do Socorro e Cidade Dutra. O bairro mais afetado foi a Vila Mariana, com 18,6 milímetros de precipitação.

Foram registrados quatro pontos de alagamentos:

– Avenida Professor Abrahão de Moraes, sentido SP, próximo à Praça Leonor Kaupa;
– Praça Leonor Kaupa, sentido Shopping, próximo ao nº 100;
– Avenida Rubem Berta, sentido Santana, próximo à Avenida José Maria Whitaker;
– Avenida 23 de Maio, ambos os sentidos, próximo ao Viaduto Euclides de Figueiredo;

As preciptações fortes também atingem São Bernardo do Campo, Santo André e Diadema, na Grande São Paulo. Em Mauá, as chuvas foram moderadas.

Trânsito

De acordo com a CET, o pico máximo de congestionamento registrado em São Paulo por volta das 18h foi de 112 km, com média de 73 km. A média máxima registrada no horário é de 117 km.

Às 19h30, a medição da Companhia de Engenharia de Tráfego mostrou piora significativa, com pico de 194 km de lentidão. A média para o horário varia entre 76 km e 112 km.

Por volta das 20h, a região mais crítica era a zona sul, com 81 km de trânsito lento, seguida pela zona oeste, com 43 km.

Aeroporto de Congonhas

O Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, suspendeu suas operações às 16h35 desta quarta-feira (9) por conta do mau tempo na capital paulista, informou a Infraero. O aeroporto voltou a ser aberto mais de uma hora depois, às 17h57, mas foi novamente fechado às 18h07. Ele seguiu fora de operação até as 18h37, quando foi reaberto. Foram registradas rajadas de vento de 101,8 km/h, às 17h41.

Árvore caída sobre ônibus na região do Aeroporto de Congonhas (Foto: Fernando Paes de Barros)

Metrô

Devido às chuvas, às 18h15 os trens da Linha 5-Lilás circulavam com velocidade reduzida entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro.

Tendência

A quinta-feira (10) começa com sol entre nuvens, no entanto, a propagação de uma área de baixa pressão vai deixar o tempo instável e com condição para chuvas generalizadas que começam no decorrer da tarde e que podem se estender para a noite. Há potencial para precipitação com intensidade forte, formação de alagamento e transbordamento de rios e córregos. Os termômetros oscilam entre 21°C e 29°C.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here