Metrô adota medidas para melhorar compra e recarga de bilhetes

423

O Metrô de São Paulo adotou uma série de medidas para facilitar a compra e a recarga de bilhetes e créditos em suas estações. Entre elas, a ampliação da quantidade de bilheterias abertas para a venda do bilhete do Metrô (Edmonson) nos horários de pico, a instalação de novas cabines para venda de créditos do Bilhete Único e a instalação de novas máquinas de autoatendimento para recarga.

Nas estações Portuguesa-Tietê, Palmeiras-Barra Funda e Jabaquara, foi ampliado o número de guichês para atender os passageiros nos horários de pico, das 6h às 9h30 e das 16h às 19h30. Nas estações Sé, Tatuapé, Itaquera, Paraíso, Consolação e Ana Rosa foram abertos guichês exclusivos nas bilheterias para atender os usuários que estão com dinheiro trocado. A passagem custa R$ 3,80.

O Metrô também assinou contrato com duas novas empresas para a instalação de novas cabines de venda de créditos do Bilhete Único. Na Linha 1-Azul, já foram instaladas nas estações Ana Rosa, Saúde e Vila Mariana. Até o final de fevereiro, São Judas, Santa Cruz e Praça da Árvore, todas na Linha 1-Azul, receberão as cabines. Em março, novos postos serão abertos nas estações Vergueiro, São Joaquim, São Bento, Brigadeiro, Paraíso, Santos-Imigrantes, Alto do Ipiranga, Sacomã, Tamanduateí, Vila Prudente, Sé, Brás, Penha, Itaquera, Artur Alvim, Patriarca, Guilhermina Esperança e Vila Matilde.

Já as máquinas de autoatendimento e recarga do Bilhete Único serão repostas nas estações Conceição, Jabaquara, Santos-Imigrantes, Tamanduateí, Alto do Ipiranga, Brigadeiro, Paraíso, Sacomã, Vila Prudente, Barra Funda, Marechal Deodoro, Santa Cecília, República, Pedro II, Santo Amaro, Largo 13, Adolfo Pinheiro, Capão Redondo, Vila das Belezas, Campo Limpo, Giovanni Gronchi, Oratório e Vila Prudente, ambas do monotrilho da Linha 15-Prata.

Após a implantação dessas medidas, uma nova licitação será iniciada para complementar a rede de vendas de recarga de Bilhete Único no Metrô.

Deixe seu comentário