Falha no sistema de energia prejudica passageiros da Linha 12-Safira da CPTM

Os usuários da Linha 12-Safira da CPTM enfrentaram dificuldades para chegar ao trabalho ou a outros destinos por causa de um problema no sistema de energia na manhã e tarde desta sexta-feira (12). Por volta de 7h20 um trem série 1400 enroscou o pantógrafo na rede aérea, na região da estação Comendador Ermelino, os usuários tiveram que descer na via para voltar para a estação. Era recorrente o relato dos usuários de que a informação do que estava acontecendo não era avisado pelo sistema de som nos trens.

Os trens circularam por via única entre as estações Engenheiro Goulart e São Miguel Paulista, resultando em lentidão e maior tempo de parada entre as estações USP Leste e São Miguel Paulista. Na estação Itaim Paulista as filas para embarque estavam pra fora da estação por volta de 8h. Como alternativa para chegar as estações Brás ou Tatuapé, muitos passageiros utilizaram a Linha 11-Coral partindo da estação Calmon Viana, esta que funciona tanto as linhas 11-Coral e 12-Safira.

Foto: Joyce Ribeiro/CBN

Por solicitação da CPTM foi acionado, às 7h47 o Paese (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) na linha 12-Safira com 60 ônibus da empresa VIP Transportes entre as estações São Miguel Paulista e Tatuapé. Técnicos da SPTrans estiveram pela região monitorando a operação. Às 9h50 o Paese passou a ser atendido por 10 ônibus da mesma empresa desta vez entre as estações São Miguel Paulista e USP Leste. Por volta de 11h o Paese foi desativado. Porém, esta informação dos ônibus do Paese, nem a CPTM e nem a SPTrans divulgaram em seus canais de comunicação no período da manhã e muitos passageiros relatavam que nas estações não era avisado da disponibilidade dos mesmos, este é um problema recorrente tanto da SPTrans e da CPTM, em situações de problemas no transporte como a que ocorreu nesta sexta, não divulgam as informações de forma transparente em seus canais de comunicação oficiais.

Até por volta de 11h a CPTM não tinha previsão para o término dos reparos na rede aérea e a consequente normalização dos serviços. Os técnicos da manutenção seguiam trabalhando no local.

Por volta de 16h30 o problema na rede aérea foi resolvido e a circulação dos trens entrou em processo de normalização.

Deixe um comentário