Liberação da Estação da Luz nesta quarta depende de análise de técnicos

A liberação da Estação da Luz, prevista para esta quarta-feira (30), depende da análise de técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Eles terão de vistoriar e atestar que a estrutura do prédio histórico no centro de São Paulo não corre risco de desabar.

O local está interditado desde do dia 21 deste mês, quando um incêndio que destruiu o Museu da Língua Portuguesa, que fazia parte do complexo da estação. Um bombeiro civil morreu. As causas do fogo estão sendo apuradas. Uma das hipóteses é que ele foi causado por um curto-circuito.

Com a interdição, trem e metrô deixaram de circular na estação, deixando de atender passageiros.

A expectativa dos técnicos é a de que as obras emergências na Estação da Luz sejam concluídas ainda nesta quarta-feira. As estruturas do prédio foram abaladas após o incêndio no museu.

A Secretaria de Estado da Cultura, que administrava o museu, informou que as obras de reforço estavam ‘quase concluídas’, mas há ‘alguns ajustes a serem feitos na manhã desta quarta-feira’.

Assim que esses ajustes forem concluídos, a obra na estação será entregue. Depois técnicos do IPT irão ao local para fazer uma última vistoria no prédio. Eles vão verificar se os reforços foram feitos e garantem a segurança do prédio.

Em seguida, técnicos da CPTM, que administra e opera os trens na estação, também irão ao prédio da estação. Eles farão testes para verificar se depois da passagem de trens não há abalos e se o local está seguro.

Não há previsão de horário para liberação porque depende dessas análises, mas a expectativa dos técnicos é que Estação da Luz seja liberada ainda nesta quarta-feira.

* Com informações do site G1

Deixe um comentário