Redução de velocidade nas marginais será implantada no dia 20 de julho

171
Foto: Marcelo Fortin

Nas pistas expressas das marginais Tietê e Pinheiros, a velocidade cairá de 90 km/h para 70 km/h

A redução das velocidades nas marginais Tietê e Pinheiros passará a valer no dia 20 de julho. Novas placas de sinalização e faixas de indicação serão instaladas nas duas vias até a data que entrará em vigor a redução do limite de velociade. Para os carros que trafegarem na pista expressa, a velocidade cairá de 90 km/h para 70 km/h – para caminhões irá para 60 km/h; nas pistas local e central vai de 70 km/h para 60 km/h e em outros trechos onde a velocidade é de 60 km/h cairá para 50 km/h.

“Nessas vias morrem motoristas, moradores de rua, vendedores ambulantes, sem contar os acidentes graves que deixam sequelas irreversíveis em vítimas. Portanto, é uma questão de salvar vidas”, destacou o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

Avenida Paulista

Estudos preliminares realizados pela Companhia de Engenharia de Tráfego, no dia da inauguração da ciclovia da Avenida Paulista, indicam que é possível abrir a via nas manhãs e tardes de domingo para pedestres e ciclistas. De acordo com a análise de comportamento do viário no entorno da Paulista, que ficou liberada para a população entre 9h30 e 17h25 no último domingo, 28, não houve impacto significativo no trânsito da região.

O secretário Jilmar Tatto adiantou que somente após a conclusão das readequações no viário da Avenida Bernardino de Campos e a entrega da ciclovia que formará o eixo Bernardino/Paulista é que a viabilidade da abertura da Avenida Paulista para pedestres e ciclistas será considerada. Tatto destacou que é preciso haver um entendimento com o Ministério Público, hospitais, hotéis e associações de moradores da região antes da decisão final.

“A tendência mundial é de apropriação do espaço público por parte da população. Nosso papel é estudar essas possibilidades e indicar quais vias podem ser utilizadas com conforto e segurança pela população”, disse Tatto.

Secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, apresenta estudos sobre impacto viário na Avenida Paulista e no Minhocão durante reunião do Conselho da Cidade, que contou com as presenças do prefeito Fernando Haddad (à esquerda) e do secretário de Relações Governamentais, Alexandre Padilha (ao centro).

Outros estudos serão realizados para avaliar o impacto no viário. Os levantamentos feitos pela engenharia de tráfego também vão considerar a possibilidade das linhas de ônibus usarem as vias paralelas, Alameda Santos (sentido Consolação/Paraíso) e Ruas São Carlos do Pinhal e Cincinato Braga (sentido Paraíso/Consolação). O acesso de moradores e ambulâncias seria permitido.

A primeira medição do volume de bicicletas que circularam na Paulista, após a inauguração da ciclovia, indica que o movimento triplicou no horário do pico da tarde. Entre a Alameda Ministro Rocha de Azevedo e a Rua Frei Caneca, o número de bicicletas que circularam pela ciclovia dois dias antes da inauguração (26/06) cresceu de 199 para 612 bikes, em medição feita dois dias após a entrega da via exclusiva para bicicletas (30/06).

Minhocão

A CET deve realizar mais um teste para a abertura do Elevado Costa e Silva (Minhocão) a pedestres e ciclistas no próximo sábado (04/07) a partir das 15h00, quando a via será interditada para o tráfego de veículos. Um estudo já foi realizado no dia 20/06 quando a interdição na via foi antecipada.

O monitoramento das vias no entorno servirá de base para a viabilidade da antecipação da abertura do Minhocão à população aos sábados. Atualmente, a via elevada é interditada aos veículos a partir das 21h30 de sábado e reaberta às 6h30 de segunda-feira. Na avaliação da Secretaria Municipal de Transportes, é viável abrir o elevado para pedestres e ciclistas a partir das tardes de sábado.

Caminhões na Jacu-Pêssego

Com a abertura do Trecho Leste do Rodoanel, a Secretaria Municipal de Transporte irá estudar a restrição de caminhões pela Avenida Jacu-Pêssego. Reuniões entre representantes da CET e da concessionária responsável pelo trecho serão realizadas a fim de definir as medidas que serão adotadas.

Deixe seu comentário