Prefeitura de São Paulo confirma data de inauguração das ciclovias da Amaral Gurgel e Bernardino de Campos

307

A prefeitura anunciou ontem que irá inaugurar a segunda etapa da ciclovia da Paulista, trecho de 800 metros na avenida Bernardino de Campos, no dia 23 de agosto, um domingo.

De acordo com os técnicos da CET, os tapumes da obra já foram retirados. Agora, serão instalados os totens de sinalização, a nova iluminação, a liberação das calçadas e as últimas correções no asfalto da via.

Assim como na abertura da primeira etapa, no dia 28 de junho (domingo), a CET poderá fechar a avenida Paulista para os carros, das 10h às 17h, no dia da inauguração do novo trecho.

Essa possibilidade foi aventada ontem pelo prefeito Fernando Haddad (PT). “A CET tem dialogado com os comerciantes, moradores e hospitais. Vamos avaliar os impactos e decidir se fecharemos ou não novamente para testes”, disse Haddad.

No primeiro teste, o asfalto foi transformado em uma grande área de lazer – como já é feito com o Minhocão. A Secretaria Municipal dos Transportes informou que só houve lentidão nas vias paralelas durante a primeira hora da restrição naquela ocasião.

No total, a obra da ciclovia da Paulista custará cerca de R$ 12,2 milhões aos cofres públicos, incluindo a instalação de dutos para passagem dos cabos de fibra ótica.

Leia também: Ciclistas e pedestres ocupam a Paulista para a inauguração da ciclovia

Minhocão

Antes da conclusão das obras na Paulista, a prefeitura promete entregar aos ciclistas, no dia 9 de agosto os 4,8 quilômetros da ciclovia da rua Amaral Gurgel, embaixo do elevado Costa e Silva, o Minhocão, no centro. A obra custou cerca de R$ 7,6 milhões.

Obra na ciclovia da Avenida Bernardino de Campos, em SP, que terá um trecho inaugurado no dia 23. Foto: Rafael Arbex/Estadão

* Com informações do Metro Jornal

Deixe seu comentário