Nova Ponte Laguna, na Marginal Pinheiros, já tem 90% da fundação concluída

4854
Crédito: Fábio Arantes/Secom

Ligação em construção na Marginal Pinheiros será alternativa às pontes João Dias e Morumbi. Obra também prevê espaço para ciclistas e pedestres

A nova ponte Laguna, na Marginal Pinheiros, está com 90% da etapa da fundação concluída. A ligação aliviará o trânsito na região do Morumbi, zona sul, e será uma alternativa às pontes João Dias e Morumbi. O prefeito Fernando Haddad vistoriou nesta sexta-feira (8) as obras, que também preveem espaços para travessia de ciclistas e pedestres.

“Esta obra vai ajudar o trânsito da região do Morumbi e da Giovanni Gronchi. A nossa expectativa é entregar em março. Não temos problemas de recurso nessa obra, por que é investimento carimbado da Operação Urbana. Queremos até setembro começar também a extensão da Chucri Zaidan até a Ponte João Dias. Teremos então o apoio à Marginal Pinheiros, com as duas pontes e com o início da obra de extensão”, afirmou Haddad.

Segundo a São Paulo Obras (SPObras), 90% das fundações da ponte estão concluídas e a execução do tabuleiro está em andamento. Com 365 metros de extensão, a ponte Laguna receberá investimentos de R$ 160 milhões. A obras começaram em janeiro deste ano. “Na Laguna está prevista uma passagem inferior para pedestres e ciclistas atravessarem a pista local. Foi uma remodelação recente no projeto”, explicou o secretário Roberto Garibe (Infraestrutura Urbana e Obras). A ciclovia da ponte possibilitará a ligação entre os parques do Povo e Burle Marx.

A nova ponte Laguna terá três faixas e realizará travessia do Rio Pinheiros em apenas um sentido, da área da Granja Julieta para a região do Morumbi. Será uma alternativa para os veículos que se deslocam da avenida Santo Amaro rumo à Marginal. A obra integra as intervenções do Complexo Viário Chucri Zaidan, da Operação Urbana Água Espraiada. A entrada da ponte será na rua Professor Alceu Maynard Araujo esquina com a rua Luiz Seráphico Junior.

Os automóveis farão o sentido oposto de circulação por meio da ponte Itapaiúna, que está sendo construída como compensação de um polo gerador de tráfego. Já para os ciclistas, essa travessia será feita pela ponte João Dias, que será adaptada.

A intervenção integra o Complexo Viário Chucri Zaidan, projeto de prolongamento da avenida Chucri Zaidan até a avenida João Dias. No total, serão 3,250 quilômetros de obras viárias, incluindo 2,6 quilômetros de alargamento em nível e 880 metros de túnel. O complexo será interligado com a malha cicloviária da região e contará com espaço exclusivo para ônibus. As obras de prolongamento receberão investimentos de R$ 230 milhões e aguardam a conclusão pela Justiça dos processos de desapropriações.

Crédito: Fábio Arantes/Secom
Crédito: Fábio Arantes/Secom

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here