Haddad enfrenta protesto por transporte em Parelheiros

95
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABR

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), enfrentou um protesto organizado por moradores da região de Parelheiros (extremo sul da cidade) na tarde deste sábado (23).

Eles, que reivindicam novas linhas de ônibus, bloquearam a entrada da subprefeitura da região. Guardas civis metropolitanos abriram espaço e os manifestantes –cerca de 40– abriram espaço pacificamente.

Segundo eles, é necessário caminhar três quilômetros dos bairros Barragem, Jusa, Marsilac e Bosque para chegar a um ponto de ônibus.

“Queremos uma linha popular dentro do bairro para chegar ao ponto final. Moro a três quilômetros do ponto. Levo uma hora a pé”, disse Silvio José Augusto Aparecido, o Alemão, morador do bairro Barragem.

Segundo Alemão, a prefeitura vem argumentando que não pode colocar linhas de ônibus na região por problema

Os moradores da região contam com a ajuda do Movimento Passe Livre (MPL) e dos grupos Periferia Ativa e Extremo Sul.

“Mas aqui não tem nenhum partido político”, disse Alemão.

A reunião já começou e conta com o secretário de Transportes Jilmar Tatto (PT) e o vereador Alfredinho (PT).

Após reunião com uma comissão formada por lideranças do bairro, Haddad prometeu uma linha rural circular de ônibus para pelo menos dois bairros.

Um estudo a ser apresentado à Cetesb (companhia ambiental do Estado) deverá ser feito para avaliar a possibilidade de contemplar os outros bairros. Isso porque, segundo ambientalistas, a região não suportaria os coletivos.

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe seu comentário