Confira os três corredores de ônibus que serão licitados em junho pela Siurb

453

Três corredores de ônibus que antes tinham sido licitados pela SPTrans – São Paulo Transporte, mas o processo foi barrado pelo TCM – Tribunal de Contas do Município, agora estão com a concorrência pública sob responsabilidade da Siurb – Secretaria de Infraestrutura Urbana.

Os corredores são:

– Lote 1 – Corredor Perimetral/Itaim Paulista/São Mateus (trechos 2 e 3) juntamente com o Terminal Itaim Paulista.

– Lote 2- Corredor Leste Radial (trecho 3)

As propostas referentes a estes dois lotes devem ser apresentadas no dia 16 de junho de 2015.

– Corredor Perimetral Bandeirantes/Salim Farah Maluf (trechos 1 e 2).

As propostas devem ser apresentadas nos dia 17 de junho de 2015.

Os pregões serão presenciais e o critério principal para a definição dos vencedores será por menor preço. O modelo é por RDC – Regime Diferenciado de Contratações Públicas, que torna a licitação mais fácil e foi instituído pela lei federal 12.462 em 2011, com vistas à Copa do Mundo e Olimpíadas.

MANOBRA:

Estes corredores fazem parte do Plano de Mobilidade Urbana da prefeitura de São Paulo e da promessa do pacote de 150 quilômetros apresentada na campanha de Fernando Haddad para o posto de chefe do executivo.

O TCM – Tribunal de Contas do Município barrou a licitação de 128 quilômetros de corredores no valor de R$ 4,2 bilhões em janeiro do ano passado alegando que a cidade não mostrou as fontes de recursos para as obras. A prefeitura então cancelou todas as licitações em dezembro.

O responsável por analisar os editais relativos a transportes é o hoje vice-presidente do TCM, Edson Simões. Ele também barrou licitações de câmeras de trânsito e radares e das concessões das garagens subterrâneas.

Simões é considerado opositor político de Fernando Haddad.

Passando da SPTrans para a Siurb, a análise dos editais deixa de ser feita por Edson Simões e vai para o conselheiro João Antônio da Silva Filho.

João Antônio é aliado político e já foi secretário de Relações Governamentais da Gestão Haddad.

A prefeitura nega manobra e diz que a licitação não foi antes feita pela Sirub porque a pasta estava sobrecarregada.

Fonte: Blog Ponto de Ônibus

Deixe seu comentário