Segurança da CPTM é detido após ato obsceno em São Paulo

221

Caso aconteceu dentro de composição que estava na Estação Tatuapé.
CPTM diz que agente de segurança foi demitido ‘por mau procedimento’.

Um agente de segurança da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foi detido na tarde desta quarta-feira (8) por ato obsceno contra uma vendedora de 34 anos dentro de uma composição que estava na Estação Tatuapé, na Zona Leste, segundo a Polícia Civil.

A CPTM diz que o funcionário de 42 anos envolvido na ocorrência dentro do trem da Linha 11-Coral foi demitido “por mau procedimento, de acordo com a legislação trabalhista”. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom) e liberado após assinar um termo circunstanciado por ato obsceno e importunação. O homem irá responder em liberdade.

A vítima relatou na polícia que o funcionário mexia no celular e estava com uma mochila na frente do corpo quando começou a se encostar nela. Como o trem não estava cheio, ela estranhou a aproximação. A mulher contou que, quando olhou para o homem, viu que ele segurava seu órgão genital, que estava exposto fora da calça.

A vendedora disse em depoimento que falou alto: “não acredito que está fazendo isso”. Algumas pessoas que presenciaram ficaram revoltadas e foram tirar satisfação com o funcionário. Um outro passageiro segurou o suspeito e ele acabou levado para a delegacia.

Informações: G1

Deixe seu comentário