Vandalismo, raios e queda de grade afetam circulação de três linhas da CPTM nesta quarta-feira, dia 7

638

Entre o final da tarde desta Quarta (07/01) até o final da operação foram registrados inúmeros atos de vandalismo na Linha 12-Safira. E novamente quedas de raios nas fiações das Linhas 11-Coral e 9-Esmeralda. Na última segunda (04/01) tiveram registros de problemas em 4 estações.


LINHA 12-SAFIRA

Irritados com a interrupção da Linha 12-Safira, um grupo de passageiros quebrou catracas, lâmpadas, bilheterias, vidros e câmeras das Estações USP Leste e Comendador Ermelino na noite desta quarta-feira, 7. Algumas pessoas também atearam fogo nos materiais quebrados. Também incendiaram ao menos uma cabine da SSO (Sala de Supervisão Operacional) em uma das estações. Seguranças nas estações contiveram o grupo e, até as 21h30, ninguém havia sido preso. Também não houve registros de feridos.

A depredação ocorreu logo após uma placa de metal cair na via, pouco depois das 18 horas. A placa desabou sobre a linha férrea, próxima da estação Itaim Paulista, durante as fortes chuvas que atingiram a região nesta quarta-feira. A circulação de trens ficou interrompida entre as estações Brás e Jardim Romano das 18h28 até por volta das 21h51. A partir deste último horário até o final da operação os trens voltaram a circular entre as estações Brás e Jardim Helena. Porém ficou interrompido entre as estações Jardim Helena e Jardim Romano. Da estação Jardim Romano em diante, os trens circularam com velocidade reduzida.

Equipes de manutenção da empresa foram deslocadas para tirar a placa da via. O sistema Paese foi acionado somente entre as estações Jardim Helena e Jardim Romano.


LINHA 11-CORAL

Por volta das 17h30 um raio atingiu a rede aérea da Linha 11-Coral próximo da estação Brás, segundo a CPTM. Desde então os trens circularam com velocidade reduzida e maior tempo de parada entre as estações Luz e Tatuapé. Às 19h46 os técnicos resolveram o problema na rede aérea e a circulação de trens da Linha 11 entrou em processo de normalização.


LINHA 9-ESMERALDA

Por volta das 21h40 desta Quarta (7/1) um forte temporal voltou a atingir a cidade de São Paulo e um raio atingiu também a rede aérea da Linha 9-Esmeralda próximo da estação Granja Julieta. Os trens passaram a circular com velocidade reduzida em toda sua extensão (Osasco/Grajaú). E em alguns trechos os trens tiveram que operar por uma única via. O problema ainda persistiu até o final da operação, sem ser resolvido pela CPTM.

A usuária Lilian Moreira nos relatou que o raio caiu bem próximo à estação Granja Julieta. O trem que estava passava por lá quando o raio caiu e os passageiros tiveram que sair pela cabine do maquinista. A plataforma cheirava a queimado.

O usuário Pedro Henrique relatou que a composição ficou parada por mais de 1 hora entre as estações Jurubatuba e Autódromo. E o usuário Allan Martins ficou aguardando um trem chegar por cerca de 45 minutos na estação Hebraica-Rebouças.


LINHA 10-TURQUESA

Até um trem da Linha 10-Turquesa quebrou na estação Brás por volta das 18h40 nesta Quarta.


CHUVAS

A chuva também provocou alagamentos e interrompeu as operações nos aeroportos de Cumbica, em Guarulhos (na Grande SP) e Congonhas (na zona sul). O córrego Tiquatira também transbordou, o que fez com a região da Penha entrasse em estado de alerta.

A chuva foi provocada pelo calor, associado a grande concentração de umidade do ar. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as temperaturas chegaram a 33,7°C no mirante de Santana (zona norte). Apesar dos dados oficiais serem do instituto, o CGE chegou a registrar 36,4°C no Tremembé (zona norte), 34,6ºC na Capela do Socorro (zona sul) e 34,4°C no Butantã (zona oeste).

Os próximos dias devem continuar ensolarados, com calor e pancadas de chuva típicas de verão no final das tardes. A quinta-feira (8) tem previsão de temperaturas entre os 20°C e os 33°C.

Deixe seu comentário