Governo de SP quer trem ligando São Paulo e Sorocaba e São José dos Campos

Após o leilão do Trem Intercidades (Eixo-Norte), que conectará São Paulo a Campinas, o governo paulista está planejando implementar mais dois projetos de transporte ferroviário: um ligando a capital paulista a Sorocaba e outro conectando a capital ao município de São José dos Campos. Os estudos para essas iniciativas já estão em andamento.

O investimento estimado para o trem até Sorocaba, com uma extensão de 94 quilômetros, será de R$ 8,5 bilhões. A viagem, atualmente com duração de 1 hora e 50 minutos, será reduzida para aproximadamente 60 minutos, visando atender a uma demanda diária de 50 mil passageiros.

Ainda não há uma estimativa disponível para a linha que se estenderá até São José dos Campos.

Além disso, existe a proposta de criar uma linha conectando São Paulo a Santos, mas enfrenta desafios logísticos significativos na Serra do Mar.

O projeto de ligação entre Campinas e São Paulo esteve em discussão por duas décadas. O governo espera que o serviço seja atrativo para os passageiros que utilizam ônibus regulares e fretados entre as cidades – um contingente que ultrapassou 1 milhão no ano passado, atendendo especialmente a população que reside em Campinas e trabalha na capital.

O consórcio vencedor do leilão para operar a nova linha foi formado pela gigante chinesa CRRC Sifang (com participação de 40%) e pela Comporte Participações (60%), uma empresa da família Constantino de Oliveira, fundadora da Gol.

O trem terá uma tarifa máxima de R$ 64 e realizará a ligação entre São Paulo e Campinas em pouco mais de uma hora, quando estiver em plena operação em 2031. O investimento total previsto para o projeto é de R$ 14,2 bilhões, com um prazo de concessão de 30 anos.