Obras da Linha 17-Ouro completam 10 anos de atraso

Há uma década, as obras da Linha 17-Ouro de monotrilho prometiam conectar o Aeroporto de Congonhas ao Estádio do Morumbi de forma mais rápida do que as expansões de outras linhas de metrô.

No entanto, os trechos estão abandonados. O cenário inclui trechos completamente desolados, com até mesmo árvores fazendo parte da paisagem.

O Governo do Estado de São Paulo informou à “Record TV” que as obras não estão paralisadas e seguem em andamento. Ao longo desse período houve uma série de problemas com as empresas contratadas.

A previsão atual é de que a fase prioritária, com oito estações, seja concluída até o primeiro semestre de 2026. Nos primeiros meses de operação, longos testes serão realizados e haverá operação assistida, antes da linha funcionar integralmente.

O presidente do Metrô de São Paulo, Júlio Castiglioni, prometeu que as obras da Linha 17-Ouro terão mais visibilidade em breve, à medida que a força de trabalho for ampliada.

Castiglioni visitou os canteiros no final de janeiro e mencionou a retomada das obras, destacando a futura estação Congonhas e os túneis que ligarão a estação ao Aeroporto de Congonhas.