Detran-SP: Pix é liberado para pagamento de emissão de CNH e registro de veículo 0 km

O Governo de São Paulo, continuando com sua política de modernização e desburocratização, expandiu o uso do sistema de pagamento via Pix para abranger mais taxas associadas ao Detran-SP. Inicialmente, o pagamento via Pix foi implementado para o IPVA em outubro de 2023, seguido pela inclusão de multas de trânsito e taxas de transferência e licenciamento de veículos usados em janeiro. Essas fases iniciais já mostraram sucesso com mais de 130 mil pagamentos realizados sem problemas.

A terceira fase dessa expansão agora inclui 11 novas taxas do Detran-SP, abrangendo uma variedade de serviços como a emissão da CNH, registro de veículo 0 km, PID, entre outros. Para efetuar o pagamento, os usuários devem acessar o portal da Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado, gerar um QR Code e realizar o pagamento através de qualquer instituição financeira que participe do sistema Pix.

Esta iniciativa, liderada pelo secretário da Fazenda e Planejamento, Samuel Kinoshita, e apoiada pela Secretaria de Gestão e Governo Digital, reflete o compromisso do governo estadual com a simplificação de processos administrativos e a melhoria do ambiente de negócios em São Paulo. O diretor-presidente do Detran-SP, Eduardo Aggio, destacou que a inclusão do Pix como opção de pagamento está alinhada com os esforços do governo para simplificar a vida dos cidadãos e promover um trânsito de qualidade.

Para realizar o pagamento, os cidadãos devem acessar o sistema da Sefaz, efetuar o login, consultar os débitos pendentes e selecionar a opção de pagamento via Pix. É importante notar que o QR Code gerado tem validade de 15 minutos, e os pagamentos devem ser direcionados corretamente à conta da Secretaria da Fazenda e Planejamento. O governo reforça que o Detran-SP e a Sefaz-SP não enviam boletos, e-mails ou mensagens com QR Code para pagamento de taxas, a fim de evitar fraudes.