General Motors anuncia extensão de parada para toda a fábrica de São José dos Campos

Cinco dias depois de anunciar a parada de dez dias em parte da produção em sua fábrica de São José dos Campos, a General Motors decidiu estender o dayoff para toda a unidade do município. O comunicado foi feito ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, nesta segunda-feira (5/6).

O período de parada é o mesmo divulgado anteriormente, de 12 a 23 de junho, agora também atingindo os metalúrgicos da produção de motores dos veículos Onix Joy e Prisma Joy, além de parte do administrativo. Haverá ainda férias coletivas para trabalhadores do setor de transmissão, no período de 19 a 28 de junho.

Novamente, a General Motors afirmou que a paralisação vai ser adotada em razão de queda na produção.  Ao todo, deixarão de ser produzidos 3 mil carros S10 e 280 Trailblazer. Esse período de parada, chamada de dayoff, será remunerado e, posteriormente, compensado.

Esta é a primeira vez, desde a pandemia, que a produção da fábrica ficará totalmente parada.  A GM possui cerca de 4 mil trabalhadores em São José dos Campos.

“É claro que a extensão da parada traz preocupação para o Sindicato. Por isso mesmo, estamos prontos para lutar em defesa dos empregos. Os trabalhadores já votaram, em assembleias no dia 1º, que não aceitarão medidas que representem demissões ou redução nos direitos”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Valmir Mariano.