E-Moving impulsiona logística urbana com aluguel de e-bikes para entregadores

A E-Moving – startup de soluções em mobilidade urbana – tem se posicionado de perto do crescimento da logística urbana nas empresas, especialmente no contexto da cidade de São Paulo. Com o aumento da demanda por serviços de entrega, as empresas estão investindo cada vez mais em soluções de logística urbana eficientes, com foco na etapa final da cadeia de suprimentos, conhecida como last mile. Nesse cenário, a E-Moving tem se destacado ao oferecer o aluguel de bicicletas elétricas para entregadores.

“Estamos entrando em um cenário praticamente inexplorado, uma vez que alguns players do mercado se ‘aventuraram’ neste segmento e não conseguiram colocar o projeto para rodar, como deveria, uma vez que hoje o que vemos no mercado são as bicicletas convencionais”, explica Gabriel Arcon, CEO da E-Moving.

A planta geográfica de São Paulo apresenta desafios significativos para a logística urbana, especialmente na última milha. Com uma alta densidade populacional, tráfego intenso e restrições de acesso, é fundamental encontrar soluções ágeis e eficientes para as entregas. As bicicletas elétricas têm se mostrado uma alternativa cada vez mais viável, substituindo as bicicletas convencionais, devido à sua capacidade de superar esses desafios.

A E-Moving vem acompanhando de perto essa tendência e está oferecendo o aluguel de bicicletas elétricas a preços populares para os entregadores de aplicativos. Essa iniciativa tem impulsionado a logística urbana, permitindo entregas mais rápidas, reduzindo o impacto ambiental e melhorando a qualidade de vida nas cidades.

Com a demanda crescente por serviços de entrega na última milha, as empresas de logística urbana estão reconhecendo a importância dos modais de micromobilidade urbana, como as bicicletas elétricas. Esses modais oferecem vantagens como maior agilidade no tráfego congestionado, menor custo operacional e menor impacto ambiental em comparação com veículos motorizados.

“Através do aluguel de bicicletas elétricas a preços populares, a E-Moving está contribuindo para a transformação da logística urbana em São Paulo, impulsionando a adoção de soluções sustentáveis, ágeis e econômicas. Essa abordagem não apenas beneficia as empresas de entrega, mas também promove um ambiente urbano mais sustentável e de melhor qualidade para todos os cidadãos”, explica o executivo.

Desafios do setor de entrega via bikes

Em 2020, a Promob-e – em parceria com a LABMOB (PROURB-UFRJ) e a Aliança Bike, elaboraram um diagnóstico sobre a ciclologística no Brasil que caracteriza as entregas por bicicleta e identifica os principais desafios para a introdução e promoção do uso da bicicleta na logística urbana de última milha.

Na época, o estudo já sinalizava para tendência do uso de e-bikes, uma vez que as empresas pesquisadas apontaram a tendência no uso de bicicletas, mas que o grande problema era na limitação da carga e também na falta de ciclistas entregadores. “Este estudo possibilitou que a gente pudesse trazer um modelo de e-bike para entregadores que sanasse problemas como autonomia, robustez e potência”, explica Gabriel Arcon, CEO da E-Moving

De acordo com outro estudo da Aliança Brasil, pelo quinto ano consecutivo, o mercado das e-bikes cresceu: o ano de 2022 registrou um aumento de 5,4% em relação ao ano anterior. Já a projeção para 2023 varia de 19% neste ano a 27% , seguindo a tendência de mais uma alta.

Sobre a E-Moving

Fundada em 2015, é uma startup especializada em soluções de mobilidade urbana aliada à tecnologia – pioneira em oferecer serviço de assinatura mensal de bicicletas elétricas, como alternativa aos transportes tradicionais. A missão da empresa é ser a melhor alternativa para deslocamentos urbanos de curta e média distância, levando sustentabilidade e qualidade de vida aos usuários das e-bikes, contribuindo para a solução dos congestionamentos e efetuando zero emissões de CO2 na atmosfera. A empresa ganhou vários prêmios- Prêmio Mobilidade Estadão (2023 e 2021), Leão em Cannes e Effie Awards (2019), Empreendedor do Ano EY (2018), Movida (2018), Shark Tank (2017), e acaba de ser certificada pelo Sistema B – movimento global de empresas em prol da promoção de uma sociedade mais sustentável.