Incidentes com balões no Aeroporto de Guarulhos: ameaças e medidas de segurança

O Aeroporto Internacional de Guarulhos, administrado pela GRU Airport, enfrentou mais um problema relacionado a balões invadindo o espaço aéreo e ameaçando a segurança das pessoas tanto no ar quanto em terra.

Um vídeo registrado pelo canal SBGR mostrou um balão caindo próximo a uma das pistas do aeroporto, causando um princípio de incêndio.

Felizmente, a equipe da concessionária conseguiu controlar o fogo rapidamente, evitando maiores transtornos para os pilotos e passageiros.

No Brasil, a legislação proíbe a fabricação, venda, transporte e soltura de balões que possam provocar incêndios em áreas urbanas, florestas e assentamentos humanos.

A pena para esse crime pode variar de detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais.

Embora o perigo dos balões para as aeronaves não esteja especificamente mencionado na lei, o Código Penal estabelece detenção de seis meses a dois anos para quem colocar em perigo embarcações ou aeronaves ou praticar atos que dificultem a navegação marítima, fluvial ou aérea.

Esses incidentes destacam a importância de medidas de segurança para evitar a interferência de balões no espaço aéreo e proteger a integridade dos voos.