CPTM arrecada R$ 5,56 milhões no 1º leilão de inservíveis do ano

O primeiro leilão de materiais inservíveis realizado pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na última segunda-feira, 17 de abril, arrecadou um total de R$ 5,56 milhões, o que representa uma receita 9% inferior em relação aos R$ 6,11 milhões previstos pela Companhia. Dos 66 lotes disponíveis, 49 foram arrematados, o ágio do preço de venda destes lotes foi de 1,42% em relação ao valor inicial previsto.

Dentre os lotes arrematados estão 13 lotes de materiais diversos: cofres, bloqueios avariados, luminárias, portas/janelas de madeira, ventiladores, caixas de som, porém mais uma vez os trilhos ferroviários foram o grande destaque do evento, respondendo por 42% do total vendido, ou R$ 2,54 milhões.

Mesmo diante do resultado total ligeiramente inferior ao esperado, a CPTM vê o resultado como positivo. “Isso porque a cotação do cobre no mercado está em queda nos últimos meses, o que reduziu drasticamente os preços pagos pelo material”, explicou o Gerente de Logística da CPTM, Leandro Capergiani.

“Além de poderem ser utilizados no processo de reciclagem eles podem ser reaproveitados por operadores ferroviários que possuem requisitos de operação diferentes da CPTM”, explica o gerente. A sucata de aço/ferro, sucata ferrosa de via permanente e outros metais, utilizados para reciclagem, responderam por mais de 10% do total arrecadado, ou R$ 621.270,00.

Aliado ao retorno financeiro, visto que recuperamos parte do investimento que fizemos, é importante lembrar que os nossos leilões são operações sustentáveis que proporcionam a reutilização e reciclagem de materiais valiosos, o que auxilia diversos setores da economia. De forma mais ampla, o processo também contribui para a redução de consumo de energia elétrica, para a redução de emissão de CO2, aumento da vida útil dos aterros e, portanto, na preservação da água, ar e solo”, afirma Pedro Moro, Presidente da CPTM.

Os lotes não arrematados neste leilão serão novamente disponibilizados no próximo leilão de inservíveis da CPTM, previsto para acontecer no meio deste ano.

Nas últimas três edições de leilões realizados pela Companhia em 2022, foi arrecadado 29 milhões. Já em 2021, foram R$ 26,6 milhões com a venda de sucata.