Greve do Metrô continua nesta sexta-feira, dia 24

A greve dos metroviários que paralisou as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata, operadas pelo Metrô, nesta quinta-feira, 23 de março, vai continuar pelo segundo dia consecutivo.

Não houve acordo entre o Sindicato dos Metroviários e representantes do Metrô no Tribunal Regional do Trabalho.

O Metrô não aceitou a proposta apresentada pelo Ministério Público do Trabalho de pagar R$ 2,5 mil por ano por funcionário entre 2020 e 2022, sem descontar dias parados ou punições.

O Metrô obteve uma liminar da justiça determinando o funcionamento de 80% do serviço nos horários de pico (entre 6h e 10h e entre 16h e 20h) e 60% nos demais horários, mas essa determinação não foi respeitada.

O sindicato votou por continuar a greve em uma nova assembleia realizada nesta quinta-feira à noite.

O Metrô informou que seguirá com seu plano de contingência e está disposto a negociar assim que a categoria retornar ao trabalho.