Carnaval: 5 cuidados com o carro na praia

Com a proximidade do Carnaval, muitas pessoas planejam fazer aquela tão sonhada viagem para a praia e aproveitar os dias de folia com a família ou os amigos. Porém, antes, durante e depois de pegar a estrada, o motorista deve tomar algumas precauções fundamentais com o veículo. Com o objetivo de auxiliar o condutor a viajar com mais tranquilidade no feriado, a NGK, multinacional japonesa especialista em sistema de ignição, lista cinco importantes recomendações a seguir:

  1. Efetuar uma boa lavagem no veículo logo ao retornar do litoral, incluindo a parte inferior do carro;
  2. Não aplicar óleo ou vaselina na parte inferior do automóvel porque, além de agredir as borrachas, os produtos permitem que a sujeira e partículas grudem no veículo;
  3. Evitar a utilização de querosene, óleo em spray e óleo diesel no motor, pois se trata de uma área muito quente do carro e, como são produtos inflamáveis, podem provocar um acidente;
  4. Fugir de combustível com preço muito baixo e solicitar sempre a nota fiscal de abastecimento;
  5. No retorno da viagem, observar se o veículo apresenta falhas ou aumento do consumo de combustível e, em caso positivo, pedir ao mecânico de confiança para realizar uma avaliação do carro.

De acordo com Hiromori Mori, consultor de Assistência Técnica da NGK do Brasil, antes de pegar estrada, o condutor precisa verificar o funcionamento dos itens de segurança, como pneus (estado e pressão), além da iluminação e da documentação do motorista e do veículo. 

“Durante a viagem, é fundamental examinar as lâmpadas de alerta que, na maioria dos veículos, têm duas cores: amarelas ou âmbar, que indicam ser necessária uma verificação, mas não impedem o funcionamento do automóvel; e vermelhas, que ordenam interromper imediatamente o passeio para checagem”, descreve Mori. “Após a viagem, é a hora de identificar se há falhas ou ruídos anormais no carro.”

Danos da maresia nos carros

Como o ambiente com maresia é mais agressivo ao veículo, a manutenção preventiva deve ser ainda mais criteriosa. “Os principais componentes prejudicados pela maresia são os metálicos, uma vez que não possuem uma camada de proteção, como suportes, parafusos e peças de alumínio, e a borracha, que sofre agressão química e ressecamento”, aponta Mori. “Já os cabos de ignição merecem uma atenção especial e devem ser verificados e substituídos quando necessário, porque o sal contido na maresia facilita a condutividade elétrica.” 

Para moradores de regiões litorâneas, Mori recomenda providenciar uma inspeção anual de itens da carroceria e estruturais com um profissional qualificado. “Ao notar problemas de pontos de corrosão, eles devem ser tratados para não afetar as peças estruturais e, consequentemente, a segurança do veículo.” 

Produtos NGK são fabricados para suportar cenários adversos

“Na NGK, promovemos uma série de testes para suportar as mais diversas situações, em especial o de salt spray”, conta Mori. “Nessa avaliação, as peças são colocadas em uma câmara com spray salino para gerar um ambiente mais agressivo e devem suportar esse cenário conforme normas técnicas aplicadas ao teste. Assim, conseguimos entregar um produto confiável e de alta qualidade para nossos clientes.”