8 dicas de como viajar de carro com pets

Viajar de carro é sempre um desafio para mamães, papais e tutores de animais de estimação. Pensando nisso, a Turbi, empresa de locação de veículos 100% digital, que é pet friendly e permite viagens com os bichinhos dentro dos automóveis, elaborou oito dicas para tornar as viagens de carro com pets, principalmente cachorros, mais seguras, saudáveis e confortáveis a todos. 

Antes de tudo é importante conhecer as regras do Código de Trânsito Brasileiro, que não permite transportar os animais no colo de um dos ocupantes do veículo, nem no porta-malas ou nas caçambas de picapes. Tais atitudes são consideradas infrações e passíveis de multas. 

Então como fazer um transporte correto e seguro do seu animal?

O aplicativo, disponibiliza em todos os seus carros um kit pet com todos os artigos fundamentais para viajar com o seu amigão, até porque essa tarefa requer muitos cuidados importantes. Com essas dicas você pode curtir o final de semana ou as férias ao lado do seu amigo de quatro patas.

  1. Equipamentos necessários

Para levar o seu pet junto com você na viagem de fim de ano, preze pela segurança. Opte por ter uma caixa de transporte ou uma cadeirinha adequada ao porte do seu animal. Além disso, confira se o cinto de segurança tradicional é o suficiente ou se há necessidade de extensor. 

A frota da Turbi, que hoje conta com mais de três mil veículos, possui capa protetora para os bancos traseiros e um cinto de segurança especial em todos os carros. Esses equipamentos permitem que o motorista use o veículo de acordo com as leis de trânsito, evite multas e proteja seu pet. 

  1. Acostume seu pet

Se seu animal não está acostumado a andar de carro, não pense que ele vai curtir uma viagem de 5 horas dentro do veículo. Nesses casos, a melhor coisa é fazer pequenos passeios de carro para ele começar a se acostumar e associar o veículo a uma experiência boa. Que tal levá-lo para um passeio no parque ou em algum outro lugar que ele goste muito?

  1. Consulte um veterinário

Quando pensar em viajar com seu pet, a primeira coisa que você precisa fazer é levá-lo para um check-up no veterinário. É importante saber se a saúde do seu amigão está em ótimas condições, além de conferir se a vacinação está em dia. E não esqueça de se informar sobre os remédios importantes para serem levados na viagem e a dose que deve ser dada, caso necessário.

Ter uma mala de primeiros socorros durante a viagem e estadia fora do ambiente tradicional é excelente e pode evitar sufocos. 

  1. Carteirinha de vacinação

Tendo cumprido o item anterior para deixar a vacinação em dia, agora é só lembrar de levar a carteirinha de imunização junto com as malas. Assim, se um guarda rodoviário resolver te parar no meio do caminho, não haverá nenhuma complicação. 

  1. Plaquinha de identificação

Ninguém gosta de imaginar que um dia possa passar por uma situação horrível de perder seu pet de vista, mas temos que estar preparados caso isso aconteça. Por isso, é essencial colocar uma plaquinha de identificação na coleira do seu animal, contendo o nome do bichinho e o seu telefone para contato. Assim, as chances dele voltar para você mais rápido são muito maiores!

  1. Planeje bem a viagem

Quando se está com um animal, não basta apenas definir o local em que vocês vão ficar hospedados e visitarão, também é preciso ter um planejamento das paradas durante o trajeto, para que ele possa caminhar, fazer xixi e se alimentar, afinal eles também têm suas necessidades. 

Deixe-o na coleira durante toda a parada para que ele não escape ou se acidente.

  1. Faça a mala do seu pet

Já arrumou a sua mala? Então chegou a hora de arrumar a mala do seu pet!

Tenha à mão no carro um kit de primeiros socorros para seu amigão, caso ele tenha enjoo, por exemplo. Também é importante levar água e comida para que ele se alimente e hidrate nas paradas, assim como saquinhos para coletar o coco que ele fizer nesse momento.Outra dica legal é levar um ossinho ou brinquedo para ele se distrair no caminho.

  1. Atenção à temperatura do carro

Tudo preparado? Após todos entrarem no veículo e durante a viagem, atenção à temperatura do carro. Se ficar muito quente, o animal pode ficar ofegante e precisar beber mais água, o que fará com que tenha que parar mais vezes para ele fazer xixi. Porém, se deixar o ar condicionado ligado para refrescar e deixar o carro mais frio, isso fará com que ele se sinta desconfortável durante a viagem, além de poder ficar doente. Calibre a temperatura de acordo com o bem-estar de todos. 

Ah, e o vidro aberto também é prejudicial para seu amigo! O vento pode irritar os olhos e os ouvidos do cachorro, por exemplo, sem contar que deixar ele ficar com a cabeça para fora do vidro é super perigoso e proibido.