PUBLICIDADE

O papel que a tecnologia está exercendo nas vistorias em MG

Foto: Divulgação/DINO

O Detran publicou uma portaria que autoriza a terceirização das vistorias de veículos no estado de Minas Gerais. Apesar de ser uma notícia recente, a prática não é novidade, já que o mesmo acontece em alguns outros estados, como São Paulo, por exemplo. A medida ajuda a agilizar os processos de vistoria, aumentando o número de empresas autorizadas a vistoriar, e de capacidade de atendimento disponível para a população, garantindo uma frota que flua dentro das normas das leis.

O grande aliado para esta decisão é o avanço da tecnologia focada para o setor. Além do desenvolvimento de sistemas rápidos, integrados e funcionais, a tecnologia também permite vinculação total com os órgãos regulamentadores, e a homologação de softwares que garantem a legitimidade das vistorias. E desta forma, novos empreendedores podem abrir suas vistoriadoras (conhecidas por Empresas Credenciadas de Vistoria – ECVs) e movimentar ainda mais o mercado, trazendo também visibilidade e lucratividade.

Segundo especialistas da Ibrascan, empresa que oferece solução tecnológica para estas vistoriadoras – ECVs, o que está contribuindo para que os órgãos regulamentadores sigam aprovando novos campos de atuação, é a experiência de campo agregada e uma tendência da terceirização da prestação de serviços pelos Estados. Empresas compostas de pessoas que conhecem todas as etapas e processos necessários para uma vistoria correta, padronizada e completa.

“É essencial, não só ter o que há de mais moderno e eficaz nos sistemas, como também contar com uma equipe jurídica, comercial e de suporte, que acima de tudo, siga as regras vigentes, e as transforme em algo prático para o dia a dia”. Segundo a empresa, usar a tecnologia para tornar as etapas simples aos operadores, por exemplo, vai tornar o processo mais rápido, aumentar o número de atendimentos por dia e desafogar os órgãos regulamentadores. Desta forma, não só as vistoriadoras garantem maior giro financeiro, como o cidadão ganha em agilidade e segurança.

Outro grande benefício é que a terceirização permite aumentar a capilaridade do serviço, chegando a mais cidades e garantindo a frota vistoriada por todo o estado, além de aumento de empregos na região, conforme publicou o próprio site do Detran MG.

Estima-se que no primeiro trimestre de 2023, as primeiras ECVs iniciem seus processos de credenciamento, e assim, o cidadão comece a usar o serviço terceirizado poucos dias depois. Até que isso aconteça, o usuário pode continuar utilizando o Detran do estado de Minas Gerais para fazer suas vistorias veiculares. As vistorias são exigidas por lei para transferências e regularizações de automóveis, além dos licenciamentos dos veículos de mais de 5 anos de fabricação.

MOBILIDADE SAMPA

Siga o Mobilidade Sampa nas redes sociais e fique informado sobre a mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana:

  • Twitter
  • Instagram
  • Telegram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Sair da versão mobile