Concessão dos naming rights da estação Praça da Árvore fracassa

A concessão dos naming rights da estação Praça da Árvore, na linha 1-Azul do Metrô, fracassou nesta semana.

A única interessante no certame, a DSM – Digital Sports Multimedia LTDA, ofereceu R$ 60 mil por mês para ficar com o local, no entanto, a oferta foi recusada pelo Metrô.

A DSM é quem tem vencido as concorrências, e logo após, se associa à alguma marca de maior visibilidade e rentabilidade.

O Metrô já concedeu os nomes das estações Carrão, Penha, Saúde e Clínicas.

A concessão dos naming rights das estações é uma forma de arrecadação não-tarifária, o que ajuda nos cofres da companhia.