Campinas: Em operação piloto, nova linha BRT20 ligará o Terminal Campo Grande ao Terminal Mercado

A Prefeitura de Campinas colocará em prática a primeira fase da operação piloto para utilização dos corredores BRT, na próxima sexta-feira, dia 25 de novembro. As faixas exclusivas, três terminais e duas estações do BRT Campo Grande serão operados pela nova linha BRT20, que terá circulação semiexpressa, nos horários de pico da manhã e da tarde, em dias úteis. Trata-se da primeira linha com características BRT a entrar em operação em Campinas. 

A linha BRT20 atenderá ao Terminal Campo Grande, Terminal Satélite Íris e Estação Londres, na Avenida John Boyd Dunlop (JBD); Estação Rodoviária e Terminal BRT Mercado, na região central.  Serão, portanto, cinco paradas em trajeto semiexpresso, que ligará a região do Campo Grande ao Centro em cerca de 40 minutos. 

O presidente da Emdec, Vinícius Riverete, explica que “o objetivo da operação piloto é dar uso, de forma gradativa, aos equipamentos públicos do Corredor BRT para evitar que se deteriorem ou sejam alvo de depredações. A ideia é entender como se dará a operação do Corredor BRT para identificar pontos de melhoria e fortalecer um plano de ação”.

A linha circulará com intervalos de 20 minutos e frota de quatro veículos. Nos horários de pico da manhã, irá operar entre 5h30 e 8h50, do Terminal Campo Grande ao Terminal Mercado. Já no pico da tarde, entre 16h10 e 19h30, partirá do Terminal Mercado com destino ao Terminal Campo Grande. Nas duas faixas horárias, o retorno pelo sentido oposto ao da circulação será reservado, ou seja, sem paradas, para agilizar as viagens no sentido de maior fluxo de passageiros.

Os usuários deverão embarcar e desembarcar pelas portas localizadas no lado esquerdo dos veículos. As portas automáticas das estações irão operar em sincronia com a dos veículos. Semáforos irão orientar os condutores para a saída dos veículos das estações e terminais, para prosseguimento da viagem.

Os usuários com deficiência e mobilidade reduzida deverão embarcar pela primeira porta das estações e terminais, observando a orientação podotátil. O acesso às estações ocorre por rampa acessível e escada. 

O pagamento da tarifa será feito nas catracas eletrônicas, por meio do Bilhete Único, QR Code impresso em papel ou na tela do smartphone. O Terminal Satélite Íris passará a ser “fechado” e será necessário ter créditos válidos no Bilhete Único ou QR Code para acessar o espaço. O Terminal Campo Grande conta com bilheteria e terminal de autoatendimento.

As estações e terminais do BRT contam com plataformas com estrutura metálica e piso em granito; vidro laminado duplo e portas automáticas; acessibilidade (rampas, corrimões e piso tátil); iluminação em LED; e catracas eletrônicas.  

Campo Grande Terminal
Foto: Divulgação/Emdec

Itinerário

No sentido Centro, a linha BRT20 partirá do Terminal Campo Grande, transitando pelas faixas exclusivas da Avenida JBD e atendendo ao Terminal Satélite Íris e à Estação Londres. Na altura do Jardim Aurélia, acessará a alça que liga os Corredores Campo Grande e Perimetral, passando pelo Viaduto Estaiado e Estação BRT Rodoviária. Na sequência, acessará as vias Dr. Mascarenhas e João Penido Burnier, atendendo ao Terminal BRT Mercado.

No sentido bairro, a linha BRT20 partirá do Terminal BRT Mercado, passando pelas vias Saldanha Marinho e Marquês de Três Rios em direção à Estação BRT Rodoviária, passando pelo Viaduto Estaiado e acessando a faixa exclusiva da Avenida JBD pela alça de ligação, realizando paradas na Estação Londres, Terminal Satélite Íris e Terminal Campo Grande.

As demais linhas que circulam nas faixas exclusivas do BRT Campo Grande seguem atendendo aos pontos instalados junto às estações. São elas: 212, 221, 223, 224, 225 e 229. Com a criação da linha BRT20, a linha 212.1 (Terminal Itajaí), que partia do Terminal BRT Campo Grande com destino ao Centro, será extinta.  

Por conta dos jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, a linha BRT20 não terá operação nos dias 28 de novembro e 2 de dezembro.

Plano de contingência e ações educativas

A operação piloto envolve o monitoramento da linha em campo pelos agentes da Mobilidade Urbana nas estações e terminais, além do acompanhamento remoto do Núcleo de Monitoramento de Transporte (NUMT), que receberá as demandas e fará os acionamentos das áreas envolvidas para correção das ocorrências registradas.  

A Emdec elaborou um plano de ação para mitigar possíveis ocorrências envolvendo operação da frota e infraestrutura, segurança e manutenção das estações. Nas últimas semanas, foram realizadas simulações para avaliar o tempo de ciclo da linha, acesso às catracas e portas automáticas, registro nos validadores, sinalização semafórica, entre outros pontos. 

Nos primeiros dias da nova operação, educadores e agentes da Emdec irão orientar os usuários e distribuir materiais informativos sobre a operação piloto, nos terminais Campo Grande, Satélite Íris e Mercado; no Complexo BRT Rodoviária e na Estação Londres; nos picos da manhã e da tarde. As ações de orientação da população envolvem ainda fixação de faixas, cartazes em ônibus e publicações em redes sociais.  

No último dia 15 de outubro, toda a operação do transporte foi transferida do antigo para o novo Terminal Campo Grande, que fica na Avenida JBD, na altura da Rua Luiz Raphael Lot, no Jardim Sul América. No total, 23 linhas atendem ao novo terminal nas plataformas A e B. Agora, as plataformas A3 e A5 serão utilizadas, respectivamente, para embarque e desembarque de usuários da linha BRT 20.