Protesto prejudica linhas de ônibus no Terminal Campo Limpo

169
Foto: Sindmotoristas

Um protesto prejudicou 29 linhas que circulam pelo Terminal Campo Limpo, na Zona Sul da cidade de São Paulo.

O ato foi feito pelo SINDMOTORISTAS, entidade que representa os trabalhadores do transporte coletivo na capital.

Segundo a entidade, “após aderirem à deflagração da greve na última semana, 16 funcionários da empresa Transppass foram demitidos. A postura da empresa resultou em um ato de protesto dos trabalhadores na manhã desta quinta-feira (7), no terminal Campo Limpo”.

O presidente em exercício da entidade, Valmir Santana da Paz (Sorriso), conta que as demissões são injustas e que a entidade não aceita nenhum tipo de retaliações à categoria. “Já intermediamos e conseguimos reverter 10 demissões, mas ainda há 6 profissionais injustiçados”, conta.

A SPTrans, empresa que gerencia o transporte coletivo, disse que “foi surpreendida pelo ato de um grupo que irresponsavelmente bloqueou a entrada do Terminal Campo Limpo, entre 5h40 e 8h05 desta quinta-feira, 7 de julho, prejudicando a operação do transporte no local”.

O atendimento está sendo retomado de forma gradativa e deverá ser normalizado nas próximas horas.

Deixe seu comentário