Portas de plataforma entram em operação nas estações Jabaquara e Tucuruvi

As portas de plataforma das estações Jabaquara e Tucuruvi, na linha 1-Azul do Metrô, entraram em operação nesta quinta-feira, dia 07 de julho de 2022.

Os equipamentos foram instalados no primeiro semestre deste ano por meio de um contrato de modernização do sistema de sinalização e controle dos trens, que prevê a colocação das portas de plataforma nas estações terminais das linhas 1-Azul (Tucuruvi e Jabaquara) e 3-Vermelha (Corinthians-Itaquera e Palmeiras-Barra Funda).

No caso das estações Itaquera e Barra Funda os materiais já chegaram ao Brasil e está em andamento o projeto de adequação da estrutura das plataformas que devem ser reforçadas para que os equipamento estejam instalados até o fim deste ano.

Em cada estação foram instaladas 48 portas de vidro automáticas – 24 portas em cada plataforma -, que passaram pelos testes e comissionamento, garantindo seu pleno funcionamento. As barreiras também vão impedir o acesso a passarela de emergência, pelo lado do quem está na plataforma. 

O Metrô também vai colocar as portas de segurança nas demais estações das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha, através de outro contrato. A meta é colocar as portas em 10 estações da Linha 3-Vermelha ainda este ano. As primeiras a receberem serão Bresser-Mooca e Belém, que já têm suas plataformas sendo adequadas para a instalação dos equipamentos.

Depois será a vez das estações Pedro II, Carrão-Assaí Atacadista, Penha-Lojas Besni, Guilhermina-Esperança, Patriarca-Vila Ré e Artur Alvim. 

Imagem
Presidente do Metrô, Silvani Pereira, ao lado de outros dirigentes da companhia (Foto: Divulgação)

Atualmente, esse tipo de porta está presente nas novas estações construídas pelo Metrô – Sacomã, Tamanduateí, Vila Prudente (Linha 2-Verde) e todas das linhas 4-Amarela e 15-Prata -, na Linha 5-Lilás, que recebeu os equipamentos recentemente, e nas estações Vila Madalena (Linha 2-Verde) e Vila Matilde (Linha 3-Vermelha). 

Além das portas, o Metrô trabalha para a modernização do sistema de sinalização e controle de trens da Linha 1-Azul, com a implantação do sistema CBTC. A estratégia de liberação para o funcionamento na operação comercial envolve o uso desse sistema inicialmente aos domingos até sua utilização em todos os dias ainda este ano. O CBTC permite ampliar a oferta de trens aos passageiros, com a redução dos intervalos de circulação entre as composições. 

“Estamos trabalhando também para a instalação do CBTC e das portas automáticas na Linha 3-Vermelha. Nossa meta é que todas as linhas do Metrô tenham estes equipamentos”, disse Silvani Pereira.