São Paulo em estado de atenção para alagamentos neste domingo, dia 6

A cidade de São Paulo ficou em estado de atenção para alagamentos neste domingo, dia 6 de março de 2022.

Veja abaixo as informações divulgadas pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo.

Estado de atenção para alagamentos

18h10 – Término do estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Norte, das 16h45 até 17h52;
  • Zona Oeste, das 16h45 até 17h52;
  • Centro, das 16h45 até 17h52;
  • Marginal Tietê, das 16h45 até 17h52;
  • Zona Sul, das 15h52 até 17h52;
  • Zona Sudeste, das 15h52 até 17h52;
  • Zona Leste, das 15h52 até 17h52;
  • Marginal Pinheiros, das 15h52 até 17h52.

As chuvas perderam intensidade dentro da capital, onde se observa apenas chuvas isoladas na Zona Leste entre os bairros de São Miguel Paulista e Itaim Paulista. Na Zona Norte, havia registro de chuva apenas no Tremembé. As próximas horas seguiam com céu nublado e segundo a equipe de meteorologia do CGE da Prefeitura de São Paulo, as condições atmosféricas não são favoráveis para a formação de temporais durante a noite.

Queda de granizo:

  • Jabaquara, na Zona Sudeste, às 16h34;
  • Aeroporto de Congonhas, na Zona Sudeste, às 16h31.

Rajadas de Vvnto:

  • Parelheiros-Marsilac, na Zona Sul – 44,7 km/h, às 15h20;
  • Capela do Socorro – Subprefeitura, na Zona Sul – 47,4 km/h, às 15h40;
  • M’boi Mirim, na Zona Sul – 41,3 km/h, às 15h50;
  • Parelheiros, na Zona Sul – 41,2 km/h, às 16h00;
  • Cidade Ademar, na Zona Sul – 30,0 km/h, às 16h00;
  • Sé, no Centro – 40,0 km/h, às 16h40;
  • Vila Prudente, na Zona Leste – 35,9 km/h, às 16h40;
  • Santana/Tucuruvi, na Zona Norte – 50,8 km/h, às 16h40;
  • Penha, na Zona Leste – 33,8 km/h, às 17h00 e 37,2km/h, às 17h10;
  • Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte – 44,5 km/h, às 17h00;
  • Aeroporto de Guarulhos – 44,5km/h, às 17h00.

16h55 – Estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Norte, às 16h45;
  • Zona Oeste, às 16h45;
  • Centro, às 16h45;
  • Marginal Tietê, às 16h45.

Permanece em estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Sul, às 15h52;
  • Zona Sudeste, às 15h52;
  • Zona Leste, às 15h52;
  • Marginal Pinheiros, às 15h52.

A área de instabilidade se intensificava na capital paulista onde já se observa chuva com forte intensidade na Zona Leste entre os bairros de Itaquera, Mooca e Aricanduva. Na região Sudeste, a chuva também estava forte no Jabaquara e Ipiranga. Junto com a chuva, havia probabilidade de rajadas de vento, descargas elétricas e queda de granizo, bem como a formação de alagamentos intransitáveis.

Queda de granizo:

  • Jabaquara, na Zona Sudeste, às 16h32;
  • Aeroporto de Congonhas, na Zona Sudeste, às 16h31.

16h07 – Estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Sul, às 15h52;
  • Zona Sudeste, às 15h52;
  • Zona Leste, às 15h52;
  • Marginal Pinheiros, às 15h52.

A combinação do calor e entrada da brisa marítima favorecem a formação de instabilidades que já provocavam chuva com até forte intensidade na capital paulista e região do ABC. A chuva estava forte no extremo sul, entre os bairros de Parelheiros e Capela do Socorro.

Na Grande São Paulo, a chuva estava forte com potencial para queda de granizo entre os municípios de São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá e Ribeirão Pires. Por conta da formação dessa instabilidade, próxima aos bairros da capital, o CGE da Prefeitura de São Paulo mantinha o estado de atenção para alagamentos.

15h23 – A tarde deste domingo (06/03) segue com forte calor na capital paulista e cidades da Região Metropolitana de São Paulo. Os termômetros até o momento registraram média de 31,3°C com taxas mínimas de umidade do ar em torno dos 40%. A brisa marítima já se faz presente a partir do extremo sul da cidade, o que proporcionava gradativamente a formação de nuvens carregadas com forte intensidade e potencial para eventuais rajadas de vento e queda de granizo nas próximas horas. Essa condição favorece também a formação de alagamentos, transbordamentos de córregos e quedas de árvores na capital e Região Metropolitana de São Paulo.

A média histórica de chuva para março, de acordo com o banco de dados do CGE da Prefeitura de São Paulo, é de 175,2 mm. Até hoje às 13h, o volume médio registrado é de 55,4 mm, que representa 31,6% do esperado para o mês.