28 milhões de quilômetros monitorados: como empresas estão usando a tecnologia para gerenciar deslocamentos

Seriam necessárias mais de 700 voltas ao redor da Terra, considerando a linha do Equador, para atingir o volume de quilômetros percorridos – 28 milhões – por colaboradores de empresas brasileiras que utilizam carro próprio para deslocamento. O volume foi registrado pela Paytrack, empresa de tecnologia especializada em soluções para gestão de despesas e reembolsos, que atende marcas como Weg, Cia. Hering, Expresso Nepomuceno, JBS, Localiza, Sicredi e Supermix.

A marca mostra que, mesmo com o aumento gradativo dos combustíveis (50% só no último ano), usar carro próprio para se deslocar na rotina corporativa é ainda comum para os brasileiros. Para o vice-presidente de operações da Paytrack, Edson Gonçalves, o cenário é impulsionado, principalmente, por garantir maior agilidade nos deslocamentos a visitas comerciais, representações e demais funções de trabalho. “Uma vez que o uso do carro próprio para fins de trabalho é uma realidade para a maioria das corporações, é fundamental que empresas disponham de soluções tecnológicas para facilitar o report por parte do usuário e garantir controle e confiabilidade às áreas de gestão e administrativas. Deslocamento entre unidades, visitas comerciais, representação, são algumas das atividades que normalmente envolvem o deslocamento com veículo próprio”, diz.

Facilidade na rotina do colaborador impulsiona uso de tecnologia

De acordo com Gonçalves, esse cenário de deslocamento via carro próprio impulsiona ainda o uso de tecnologias para que a empresa torne a rotina do colaborador mais prática, do controle ao reembolso da despesa. “É preciso estar atento à questão burocrática do deslocamento. E é visando facilitar o controle, reduzindo possibilidades de fraude e, ao mesmo tempo, tornando o monitoramento e registro da despesa simplificado, que muitas empresas nos procuram. Esses mais de 28 milhões de quilômetros monitorados pela Paytrack representam pouco ou quase nada de trabalho para o profissional, que só precisa realizar alguns cliques no seu smartphone para registrar percurso e solicitar o reembolso das suas despesas”, descreve.

“Com a solução passamos a ter uma visão gerencial no processo de controle e reembolso de despesas. Antes o colaborador enviava os dados direto para o financeiro e o gestor da área não tinha visão sobre o gasto. Além disso, o pessoal de campo sempre recomenda o Paytrack para colegas de outras empresas, pois reconhece a facilidade da solução, a agilidade e a facilidade de uso. Além da otimização de tempo, reduzimos possíveis fraudes no processo de gestão de despesas”, conta John Silva, supervisor financeiro da Geistlich.

O aplicativo da Paytrack é integrado com o sistema de gestão de despesas corporativas utilizado no controle de custos das empresas, bem como aos principais ERPs do mercado. Com monitoramento via GPS, basta clicar em iniciar o trajeto e finalizar ao chegar no destino. Com poucos cliques a despesa é gerada e o pedido de reembolso chega ao centro de custos. Para a empresa, há a possibilidade de controle de horário, alerta de desvio de rota, auditoria do trajeto realizado versus o sugerido, aplicação das políticas de reembolsos e deslocamentos, visualização de rotas e controle unificado da rotina dos colaboradores.

Sobre a Paytrack

Fundada em 2017, a Paytrack é uma empresa brasileira focada em soluções para gestão de despesas e viagens corporativas. São mais de 300 empresas atendidas, que podem cotar passagens, validar comprovantes de alimentação e transporte e manter total controle sobre a política de reembolsos, com gestão anti-fraude, agilidade e melhor experiência ao usuário.

Somente em 2020, a Paytrack transacionou mais de R$ 475 milhões em viagens e despesas corporativas. Os softwares da companhia proporcionam redução do tempo de conferência de relatórios de despesas, e de custos através da validação de despesas. As empresas podem, inclusive, controlar e gerenciar o reembolso de gastos dos profissionais em home office.

Mais informações no site da Paytrack.