Demanda por táxis em aeroportos de São Paulo cresce 50%

Uso dos corredores exclusivos e maior conhecimento das rotas tornam o serviço favorito entre quem visita grandes centros na retomada do turismo

152
Foto de Skitterphoto por Pexels.com

Mesmo com as incertezas trazidas pela variante Ômicron a respeito da realização de eventos tradicionais como as festas de final de ano e o Carnaval, os aeroportos brasileiros seguem registrando um aumento na movimentação que sinaliza com uma retomada gradual do turismo no país. De acordo com o criador do canal Na Rota do Táxi, Rodrigo Lima, os profissionais do segmento que trabalham nas imediações do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, por exemplo, têm registrado um aumento de 50% na demanda pelas corridas no local neste início de 2022, em comparação com o movimento ocorrido nos últimos dois anos.

A percepção dos profissionais confirma um movimento que já havia sido detectado pela plataforma Vá de Táxi, desde 2021. Um estudo realizado pela empresa mostrou que, somente na cidade de São Paulo, a demanda de passageiros por táxis chegou a crescer 126% nos primeiros seis meses do ano passado.

Rodrigo Lima acredita que, além da retomada do turismo, o aquecimento do serviço consolida também a retomada dos táxis como opção preferencial dos usuários de serviços de mobilidade após um período de concorrência mais acirrada com os aplicativos.

“O que sempre tornou o táxi referência é a confiabilidade, o atendimento sendo feito por quem de fato conhece a cidade. Há muitas reclamações sobre motoristas de aplicativo que não conseguem distinguir as entradas e saídas dentro da marginal pelo GPS, e para um turista que conhece menos ainda isso conta muito. Mais recentemente, as tarifas dos aplicativos também passaram a receber queixas por serem iguais ou até maiores que as dos táxis. Além disso, a queda de qualidade da prestação de serviço pelos apps tem sido uma reclamação constante dos usuários, principalmente devido ao alto índice de cancelamentos”, explica Lima.

Comodidade e agilidade

Outro atrativo dos táxis para quem chega de viagem é a possibilidade desses veículos circularem pelos corredores exclusivos e em espaços privilegiados dos aeroportos, mais próximos dos locais de desembarque, que não permitem a atuação dos motoristas de aplicativos.

Neste sentido, a Vá de Táxi, empresa pioneira em serviços de mobilidade por apps, acaba de fechar uma parceria com cooperativas que atendem o Aeroporto de Congonhas para que mais taxistas se cadastrem na plataforma. A ideia é aumentar a oferta de veículos para quem utiliza o terminal e permitindo que os condutores consigam corridas de forma automatizada. Um stand foi montado no local para auxiliar e facilitar a adesão. Prevendo um aquecimento ainda maior para o decorrer do ano, com as viagens de carnaval, férias de julho e demais períodos sazonais, outra ação parecida está marcada para acontecer neste mês de fevereiro.

Igor Donadio, diretor de projetos e operações da Vá de Táxi, garante que a parceria vai beneficiar toda a mobilidade urbana na região. “O projeto envolve os dois principais pontos de táxis do aeroporto (‘P 606′ e ‘Vermelho & Branco’), para que mais motoristas atendam pelo nosso aplicativo e ofereçam um serviço mais ágil, já que a demanda na região é muito grande. Eles não são obrigados a aceitar apenas corridas da Vá de Táxi, podendo priorizar suas cooperativas, mas têm a vantagem de participarem das nossas ações que visam sempre novas possibilidades de ganhos aos taxistas”, diz.

Deixe seu comentário