Next Mobilidade assume operação de cinco empresas do sistema metropolitano gerenciado pela EMTU no ABC

Frota de 19 linhas circulará com veículos mais novos, adicionando conforto e segurança às viagens realizadas diariamente por cerca de 400 mil passageiros

3097
Ônibus Next
Foto: Bruno Kozeniauskas

A partir deste sábado, 15 de janeiro de 2022, 19 linhas gerenciadas pela EMTU operadas pelas empresas Auto Viação Triângulo, Empresa Urbana Santo André, Viação Imigrantes, Viação São Camilo e Viação Riacho Grande serão assumidas pela ABC Sistema (Next Mobilidade), como prevê o novo modelo de concessão do sistema metropolitano no ABC, que transporta diariamente cerca de 400 mil passageiros entre os sete municípios da região e a capital paulista.

A reorganização do sistema e a modernização da frota no ABC, gerenciadas pelo Governo do Estado de São Paulo, são melhorias que têm como objetivos proporcionar mais conforto e segurança às viagens metropolitanas, além de contribuir para o cumprimento dos padrões de qualidade exigidos pela fiscalização da EMTU.

Já são atendidas pela Next Mobilidade, 47 linhas que pertenciam às operadoras ABC, Expresso SBC, Mobibrasil, Publix e Transbus. Em outros 31 serviços, a operação neste momento continuará de responsabilidade das empresas EAOSA, Viação Ribeirão Pires, Rigras, Tucuruvi e Rigras.

Todos os itinerários e tabelas horárias vigentes seguirão sem alterações e podem ser consultadas pelo aplicativo da EMTU, disponível para iOS e Android.

Renovação da frota

Os ônibus passam a ter prefixo iniciado com o número 8 e a frota está em processo de modernização desde o ano passado. Em agosto de 2021, 116 novos ônibus começaram a operar no sistema intermunicipal gerenciado na região pela EMTU, beneficiando a população de Diadema, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, municípios que formam a Área 5 de concessão.

A renovação da frota faz parte de um investimento de R$ 90,2 milhões a ser realizado pela Next Mobilidade (ABC Sistema), SPE (Sociedade de Propósito Específico) criada a partir da prorrogação por 25 anos do contrato de concessão com a Metra, operadora do Corredor Metropolitano ABD.

Os novos ônibus foram montados com carroceria Caio Apache Vip e dispõem de ar-condicionado. Dos 116 veículos entregues, 20 dispõem de suspensão a ar, característica que oferece mais segurança e melhor dirigibilidade, maior estabilidade e menor impacto com o solo, reduzindo o desgaste dos pneus. Câmeras nas portas estão instaladas em 60 desses veículos, proporcionando mais segurança a motoristas e passageiros. Todos possuem elevador para pessoas com mobilidade reduzida e são equipados com roteador wi-fi e tomadas USB para celulares.

Linhas incorporadas pela Next Mobilidade

Urbana

  • 151 Santo André (Jardim Cambuí) – São Paulo (Fábrica Trol)
  • 432 Santo André (Terminal Metropolitano Santo André Leste) – São Bernardo do Campo (Bairro do Taboão)

Viação São Camilo

  • 069 Santo André (Terminal Metropolitano Santo André Leste) – São Paulo (Fábrica Trol)
  • 070 Santo André (Terminal Metropolitano Santo André Leste) – São Paulo (Fábrica Trol)
  • 140 São Caetano do Sul (Terminal Rodoviário Nicolau Delic) – Santo André (Terminal Metropolitano Santo André Leste)
  • 173 Santo André (Jardim Santa Cristina) – São Paulo (Jardim Planalto)
  • 323 Santo André (Terminal Metropolitano Santo André Leste) – São Paulo (Jardim Clímax)

Viação Riacho Grande

  • 004 São Bernardo do Campo (Parque Alvarenga) – São Paulo (Terminal Sacomã)
  • 152 São Bernardo do Campo (Área Verde) – São Paulo (Terminal Sacomã)
  • 153 São Bernardo do Campo (Conjunto Terra Nova II) – São Paulo (Terminal Sacomã)
  • 431 São Bernardo do Campo (Jardim Las Palmas) – São Paulo (Terminal Sacomã)

Viação Triângulo

  • 050 São Bernardo do Campo (Paço Municipal) – São Paulo (Saúde)
  • 050EX1 São Bernardo do Campo (Paço Municipal) – São Paulo (Campo Belo)
  • 359 São Bernardo do Campo (Paço Municipal) – São Paulo (Saúde)

Viação Imigrantes

  • 217 São Bernardo do Campo (Conjunto Terra Nova II) – São Paulo (Terminal Rodoviário Tietê)
  • 218 São Bernardo do Campo (Área Verde) – São Paulo (Terminal Rodoviário Tietê)
  • 218EX1 São Bernardo do Campo (Terminal Metropolitano Ferrazópolis) – São Paulo (Glicério)
  • 218EX2 São Bernardo do Campo (Terminal Metropolitano Ferrazópolis) – São Paulo (Glicério)
  • 314 São Bernardo do Campo (Jardim Las Palmas) – São Paulo (Terminal Rodoviário Tietê)

BRT ABC

O investimento privado na renovação da frota faz parte de um pacote de investimentos e melhorias na área de mobilidade urbana do ABC, previsto como contrapartida à prorrogação do contrato de concessão com a Metra, concebido pelo Governo do Estado de São Paulo. O pacote inclui a construção do BRT ABC no valor estimado de R$ 860 milhões em investimentos privados.

O sistema está previsto para operar plenamente a partir de 2023 com faixas exclusivas e corredores em 17,3 quilômetros de extensão ligando o Centro de São Bernardo do Campo à capital paulista. O pacote ainda contempla a reforma do Corredor ABD e a renovação da frota metropolitana remanescente que opera na região.

A seguir, as principais características do projeto:

  • Custo total de implantação: R$ 860 milhões;
  • 17,3 quilômetros entre o Centro de São Bernardo do Campo, passando por Santo André, São Caetano do Sul, Terminal Tamanduateí (São Paulo) e Terminal Sacomã (São Paulo);
  • Integração com a CPTM, Metrô, Expresso Tiradentes, linhas da SPTrans e ao Corredor ABD;
  • 20 estações e três terminais;
  • 170 mil passageiros por dia.

Deixe seu comentário